Publicado por: noticiasdesiao | 24 de julho de 2015

CHALAL YISRAEL

ISRAEL ESTÁ PRESTES A TORNAR-SE A PRÓXIMA POTÊNCIA ESPACIAL

Eretz Yisrael, ou Terra de Israel, é como os judeus referem-se à sua nação, à sua terra natal; mas agora, 70 anos depois de reconquistar a Terra, Israel prepara-se para conquistar o Espaço. Vem aí o Chalal Yisrael, ou o Espaço de Israel.

Israel Space Systems
Poderosos nano-satélites desenvolvidos por um poderoso nano-estado

Os cientistas israelenses estão com os olhos voltados para o Espaço. Empresas, universidades, empreendedores, professores e cientistas estão empenhados em dotar Israel de uma tecnologia tal que num futuro próximo a bandeira azul e branca possa estar presente em foguetes, satélites, veículos espaciais e, porque não, na própria Lua.

Segundo o Jerusalem Post (JPost), especialistas afirmam que com um bom investimento inicial, aliado à criatividade dos empreendedores israelenses e à tecnologia dos satélites militares já existentes, o Estado hebraico poderá gerar uma participação de 3 a 5% no mercado espacial mundial, ou seja, algo entre 9 e 15 bilhões de dólares.

Nessa área, o projeto de maior envergadura atende pelo nome de SAMSON, um acrônimo em inglês formado à partir da expressão “Missão Autônoma Espacial para Lançar e Geolocalizar Nanossatélites”. Segundo o Jpost, o projeto pode ajudar a alavancar parte da grande e crescente indústria espacial civil, hoje estimada em cerca de 300 bilhões de dólares anuais.

Professor Pini Gurfil Technion Israel
Professor Pini Gurfil, no seu laboratório em Haifa.

Liderado pelo Professor Pini Gurfil, engenheiro aeroespacial do Instituto Israelense de Tecnologia, mais conhecido como Instituto Technion de Haifa, o Projeto Samson vai colocar três minúsculos satélites em órbita em Julho de 2016.

Pini Gurfil explica que o Projeto Samson é uma “cooperativa” montada no Instituto Technion e dela fazem parte a Rafael Advanced Defense Systems, uma empresa responsável pela construção de sistemas de propulsão; a Israel Aerospace Industries (IAI), responsável pelo desenvolvimento de componentes para computador; e a start-up Elta, um subsidiária da IAI, que é especialista naquilo que a indústria espacial chama de “carga útil”.

“O objetivo do Projeto Samson é provar que podemos colocar três nanossatélites em órbita, mantendo-os no mesmo lugar ao longo do tempo em relação aos outros sem intervenção do pessoal em terra”, explicou Pini Gurfil. Segundo o professor, os controles em terra nem sempre conseguem se comunicar eficientemente com os satélites, por isso, eles precisam estar em condições de detectar a posição uns dos outros, depois efetuar manobras e ainda manter a distância necessária entre os artefatos.

Israel Cyber Control
Cabeças no espaço e cérebros em terra

Nos dias de hoje em Israel grande parte das empresas recém-fundadas que se dedicam à alta tecnologia, aquelas que popularmente são conhecidas como start-ups, concentram-se em desenvolver softwares e aplicativos para smartphones, mas um grupo cada vez mais crescente volta seus olhos para o enorme potencial representado pelas tecnologias espaciais. Provavelmente, o despertar para esse nicho de mercado tenha sido inspirado nos últimos anos pela atitude visionária de alguns grandes empresários, tais como Richard Branson, do Grupo Virgin, que pensa em enviar turistas para o espaço; Elon Musk, com seus revolucionários foguetes SpaceX ou Larry Page, co-fundador da Google, que pretende desenvolver um esquema de mineração em asteróides.

Um bom exemplo de sucesso na “corrida espacial israelense” é a Space Pharma, uma empresa fundada pelos empresários Ido Priel e Yossi Yamin. Especializada num crescente mercado voltado para a realização de experiências em gravidade zero, a Space Pharma desenvolveu um produto chamado mGnify, cuja principal função é fornecer um pequeno laboratório que se encaixa em nanossatélites e que permite aos pesquisadores a realização de experiências químicas e biológicas de baixo custo. As pesquisas são feitas no espaço, mas os pesquisadores encontram-se aqui mesmo, em terra.

Israel in the air
Israel entra forte na moderna corrida espacial

Outro exemplo digno de nota é a Spaceil, fundada pelos engenheiros Yariv Bash, Kfir Damari e Yonatan Weintraub. Esta moderníssima empresa é uma das mais cotadas para receber o prêmio Google Lunar XPrize que investirá 30 milhões dólares na construção de uma nanonave espacial de 140 kg que poderá pousar na Lua. Se a empreitada for bem-sucedida, será a menor espaçonave a fazer um pouso neste que é conhecido como o Satélite Natural da Terra. Para se ter uma ideia do avanço israelense, o módulo lunar da Apollo XII pesava nada mais nada menos que duas toneladas. O magnata judeu-americano Sheldon Adelson doou 26 milhões de dólares para ajudar a financiar o projeto.

Assim sendo, Israel caminha célere para conquistar o espaço e eu, você e todo o restante do mundo só temos a lucrar com isso. É esperar e conferir.

SETORES QUE PODERÃO VIR A BENEFICIAR-SE COM A CHEGADA DE ISRAEL AO ESPAÇO

Israel Homeland Security
A segurança nas grande cidades será mais eficiente

Israel Ground Control
Os sistemas de defesa serão mais eficazes

Israel Defense System
Israel, seus cidadãos e seus visitantes estarão muito mais bem protegidos.

Anúncios

Responses

  1. Temos um país de 8 milhões de habitantes, com uma grande parte de ganhadores do prêmio Nobel, e que investe em conhecimento e tecnologia, pois sabe que só isso garante o futuro.
    Enquanto isso, em outro lado do Atlântico, temos um país de 200 milhões, que nunca ganhou um Nobel, com as escolas e ensino sucateados, cujo programa espacial contava com 24 cientistas e foi encerrado (na Índia, mais pobre, vai a todo vapor com 25 mil cientistas), e que a cada notícia sobre ciências em qualquer site chove de comentários do porte de:
    Com tanta criança passando fome e vão gastar nisso….
    Quantas pessoas poderiam ser alimentadas com esse dinheiro…
    Etc.
    É só olhar para isso e ver qual é de primeiro mundo, e qual está fadado a ser uma republiqueta das bananas para o resto da história.
    E esse é mais um motivo de minha admiração pelo povo judeu, pois são dos poucos que sabem o verdadeiro valor do conhecimento!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: