Publicado por: noticiasdesiao | 17 de novembro de 2015

PARIS, ROMA, MADRI E LISBOA NA MIRA DO ESTADO ISLÂMICO

ESTADO ISLÂMICO PROMETE GUERRA GLOBAL

ISIS terrorist threatening Europe
Terroristas usam Youtube para ameaçar a Europa

No seu mais recente vídeo, publicado no Youtube nesta segunda-feira, 17, o grupo jihadista Estado Islâmico ameaça uma guerra global contra parte da Europa. “O que está por vir será mais forte”, diz um combatente ao explicar o plano expansionista. “Queremos conquistar Roma e Paris antes de Al Andalus”, conclui.

Esse é o objetivo do Estado Islâmico. Não se trata de uma novidade, pois os extremistas sempre disseram isso, mas após os atentados da última sexta-feira, 13, a ameaça tornou-se mais evidente do que nunca. O propósito fundamental do Estado Islâmico é criar um califado que vai do Oriente Médio até Península Ibérica.

Este sonhado grande reino, com regras islâmicas rígidas, já tem um pretenso chefe de Estado, o iraquiano Abu Bakr al-Baghdadi. Oriundo do grupo terrorista Al Qaeda, al-Baghdadi se autodenomina “Califa”, que nada mais é do que o título de um príncipe muçulmano, sucessor de Maomé, que exerce autoridade civil e religiosa suprema em todo o império muçulmano.

A máquina de propaganda do Estado Islâmico é tão poderosa que qualquer vídeo postado na rede mundial de computadores torna-se viral em poucas horas. Na última campanha de conteúdos digitais, publicados nesta segunda-feira, 16, os “marketeiros” do Estado Islâmico lançaram vários vídeos que celebram os ataques na França e anunciam novas operações.

Atualmente, o grupo jihadista promove ataques coordenados, cuidadosamente preparados, deixando de lado o antigo modus operandi que era baseado em ações dos chamados “lobos solitários”. As recentes ações tornam-se cada vez mais parecida com os ataques terroristas de triste memória perpetrados pela famigerada Al Qaeda.

“Nós prometemos que [o que aconteceria] na França seria terrível, mas o que está por vir será pior. Queremos conquistar Roma e Paris antes de [de partirmos para] Al Andalus”, diz uma voz off. E acrescenta: “Nós encorajamos os muçulmanos a atacar os cruzados [cristãos] com balas, bombas, facas, carros ou choques. Se [os muçulmanos] não cumprirem esta ordem, eles darão contas [a Allah] no julgamento final.

Embora com o foco voltado para a Europa, o Estado Islâmico não esquece outro inimigo, os Estados Unidos. “Nós advertimos os estados que fazem parte da campanha dos cruzados que, em nome de Allah, vai chegar o dia em que da mesma forma como atingimos a França, [atacando] o centro de Paris, fazeremos o mesmo com os Estados Unidos, atingindo o centro de Washington”, ameaçou um membro do Estado Islâmico.

O grupo Al Jihad Al Baghdadi, liderado pelo autoproclamado califa, é considerado a mais poderosa organização terrorista do momento. E quando eles falam de Al Andalus, estão a refirerir-se a um califaso existente nos primórdios do Islamismo e que envolvia não apenas a atual região espanhola da Andaluzia, mas sim grande parte da Península Ibérica e mais da metade de Portugal.

Em Portugal, o Estado Islâmico reclama para si as regiões do Algarve, Alto e Baixo Alentejo, Ribatejo, Estremadura e parte das regiões das Beiras, Interior e Litoral.

Califado Estado Islâmico
Esta é a região da Europa que o Estado Islâmico pretende conquistar

No verão passado, enquanto o Estado Islâmico expandia-se através da Síria e do Iraque, alguns de seus líderes alegaram que estava chegando a hora da Espanha, que por oito séculos (do VIII ao XV) foi governado pelo Islã, voltar a fazer parte da Ummah, o termo utilizado para uma comunidade de praticantes do islamismo.

“A Espanha é a terra de nossos antepassados e nós vamos reconquistá-la, em nome de Allah, com o poder de Allah”, anunciou um jihadista espanhol em um vídeo veiculado no passado mês de Julho.

Há alguns dias, também via Internet, um extremista islâmico fez a seguinte ameaça: “Vocês não terão nenhum lugar na terra ou no céu e as dezenas de vítimas que morreram com seus ataques todos os dias na terra da Síria será a causa de sua infelicidade futura. Saibam também que vamos matá-los da mesma forma que vocês nos matam. Vamos matá-los com a permissão de Allah. Allah é soberano no seu mandato, mas a maioria das pessoas não sabem”, concluiu o jihadista.

Estima-se que haja cerca de 50 espanhóis combatendo nas fileiras mais radicais do Estado Islâmico. Há ainda 1.200 marroquinos, grupo que mantém fortes laços com a região.

Como se não bastasse as ações radicais do Estado Islâmico, há ainda outros grupos, como Al Qaeda no Magreb Islâmico, que estão operando em Ceuta e Melilha, buscando concretizar este sonho muçulmano.

Abu Bakr al-Baghdadi
Abu Bakr al-Baghdadi, o terrorista que veio de Samarra.

SAMARRA

Abu Bakr al-Baghdadi, líder e Califa do Estado Islâmico, nasceu na cidade iraquiana de Samarra. Há uma macabra ligação do nome desta cidade com uma forma figurada de se falar da inevitabilidade da morte. Trata-se da expressão “Encontro em Samarra”.

Inspirada numa antiga lenda oriental, a expressão “Encontro em Samarra” foi eternizada pelo romancista e dramaturgo britânico William Somerset Maugham na peça Sheppey, representada pela primeira vez em 14 de Setembro de 1933, no Wyndham’s Theatre de Londres. Eis aqui o texto:

“Havia um mercador em Bagdá que enviou seu servo ao mercado para comprar provisões. Pouco depois o servo voltou, pálido e trêmulo, e disse: Mestre, agora mesmo, quando eu estava no mercado, fui empurrado por uma mulher da multidão; quando me virei, vi que era a Morte que havia me empurrado. Ela olhou para mim e fez um gesto de ameaça; ora, empreste-me seu cavalo e eu cavalgarei para longe desta cidade e evitarei meu destino. Irei para Samarra, e lá a Morte não me encontrará. O mercador emprestou-lhe seu cavalo e o servo montou, fincou as esporas nos flancos e se foi tão rápido quanto o cavalo podia galopar. Então o mercador desceu ao mercado, viu a Morte no meio da multidão e foi até ela, dizendo: Porque você fez um gesto de ameaça para meu servo, quando o viu esta manhã? Aquele não foi um gesto de ameaça, respondeu a Morte, foi apenas um movimento de surpresa. Fiquei espantada ao vê-lo em Bagdá, porque esta noite eu tenho um encontro marcado com ele em Samarra”.

Terá a Europa um encontro marcado com o homem de Samarra?!

Com informações da ANDS e do LA VANGUARDIA

Anúncios

Responses

  1. […] é de conhecimento geral, e o NOTÍCIAS DE SIÃO já tratou do assunto em outro artigo, o Estado Islâmico promete restaurar o Califado de Córdoba, ou […]

  2. […] CAPITAIS EUROPEIAS AMEAÇADAS […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: