Publicado por: noticiasdesiao | 5 de novembro de 2015

PRESA POR SER ESTÚPIDA

CIDADÃ ISRAELENSE ERA ATIVA EM ORGANIZAÇÃO TERRORISTA DE GAZA


Estação de trens de Haifa, alvo de espionagem terrorista palestina.

Em uma operação conjunta da International Security Academy (ISA) com a Polícia de Israel, foi presa no dia 18 do mês passado uma israelense chamada Nassrin Hassan Abdallah Hassan, de 40 anos, que é casada com um palestino residente na Faixa de Gaza.
 
Segundo investigações da ISA, uma unidade especial de combate ao terrorismo, descobriu-se que Hassan foi recrutada em outubro de 2013 pela organização terrorista Kataeb al-Mujahaddin, para atuar como observadora estratégica dentro de Israel.

Ao contrário do que muitos possam imaginar, qualquer cidadão israelense não envolvido em atividades ilícitas pode transitar livremente dentro de Israel, mesmo que este resida nos territórios israelenses sob domínio temporário árabe, como no caso da Judeia e Samaria, ou na Faixa de Gaza, como era o caso de Abdallah Hassan.

Em duas ocasiões, entre Janeiro e Julho de 2014, Hassan esteve em Israel e de acordo com instruções que recebeu dos líderes da organização terrorista de Gaza, colheu informações importantes sobre prédios governamentais e e sobre a infraestrutura da cidade de Haifa, incluindo o porto, a estação ferroviária, o Ministério do Interior, um tribunal e uma sinagoga.

Além das localizações exatas dos edifícios, Hassan observou ainda as medidas de segurança presentes nesses locais repassando os dados para os terroristas em Gaza objetivando futuros ataques terroristas.

Segundo apurou as investigações da ISA e da Polícia de Israel, além de coletar dados de inteligência para ataques terroristas, Hassan concordou em cometer atentados dentro no território israelense, tendo recebido para isso treinamentos na preparação de bombas.

Ainda sob orientação da liderança terrorista, Abdallah Hassan contactou outros civis árabes-israelenses com o intuito de recrutá-los para atividades terroristas da organização, contatos esses que, segundo as investigações, não resultaram em nada, uma vez que não conseguiu nenhuma adesão

Nesta quinta-feira, 5, Nassrin Hassan Abdallah Hassan esteve presente ao Tribunal Distrital de Be’er Sheva e pela gravidade das acusações percebe-se que avizinha-se tempos muitos difíceis para esta mulher que não soube aproveitar a bênção de ter uma carteira que lhe dava a cidadania plena no democrático Estado de Israel.

Anúncios

Responses

  1. Muito estúpida essa infeliz, pois não deu o devido valor ao status dos sonhos de milhares de pessoas inclusive, e principalmente, eu. Obrigada Roberto pelas postagens que tem publicado com tanta lisura. Que o Soberano Senhor continue te abençoando juntamente aos seus!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: