Publicado por: noticiasdesiao | 18 de novembro de 2014

TERROR ATACA EM ISRAEL

ATAQUE COVARDE A CIVIS EM ORAÇÃO

Tragédia  na Sinagoga Kehilat Yaakov
Na Sinagoga Kehilat Yaakov as orações foram interrompidas pela carnificina do terror palestino

Cinco judeus foram mortos e dois feridos é o resultado de mais um ataque terrorista na manhã desta terça-feira em Jerusalém.

Dois terroristas armados de machados, facas e armas de fogo, entraram em uma sinagoga e atacaram os judeus que oravam no interior, tendo matado cinco judeus e ferido mais dois. Os feridos foram levados para o Shaare Zedek Medical Center e para o Hadassah Ein Kerem.

Os dois terroristas foram exterminados a tiros pelas forças de segurança de Israel.

A sinagoga Kehilat Yaakov está localizada na Rua Shimon Agasi no bairro Har Nof. O grupo terrorista Frente Nacional de Libertação da Palestina reivindicou o ataque, considerando-o “um ato heróico”.
Na Faixa de Gaza, o grupo terrorista Hamas comemorou o massagre. Nas mesquitas da Faixa de Gaza, os oradores apelaram para a continuação dos ataques.

O primeiro-ministro, Benjamin Netanyhau, acusou o Hamas e o presidente da Autoridade Palestina de estarem por detrás do ataque e afirmou que “Israel vai responder com mão de ferro”.
Sem levar em consideração a obviedade dos factos, e em comunicado enviado à imprensa, Mahmoud Abbas disse que “a presidência [da Autoridade Palestina] condena o ataque contra fiéis judeus, num local de oração e a morte de civis, quem quer que sejam os autores”.

REPERCUSSÃO INTERNACIONAL

Ferido é resgatado da Sinagoga Kehilat Yaakov
Ferido é resgatado da Sinagoga Kehilat Yaakov

O chefe da diplomacia norte-americana, John Kerry, também condenou o atentado, que considerou como “um ato de puro terror”.
Kerry, consciente de quem são os autores da barbárie, disse: “Em Jerusalém, palestinos atacaram judeus que oravam numa sinagoga. Pessoas que tinham ido orar a D´us, num santuário, numa sinagoga, foram atacados e assassinados num local sagrado, num ato de puro terror e de brutalidade. Apelo aos líderes palestinos – a todos os níveis – que condenem isto da forma mais firme. Este tipo de violência não é aceitável em lugar nenhum”.

Fontes palestinas informaram que os terroristas são os primos Ghassan e Uday Abu-Jamal, residentes do bairro Jabel Mukaber em Jerusalém Oriental, uma região que faz parte da Capital indivisível do Estado de Israel, mas que é majoritariamente habitada por cidadãos árabes. O revoltante é que estes palestinos faziam parte da lista de 1027 terroristas que foram libertados em troca do soldado Gilad Shalit que esteve 5 anos e 4 meses sequestrado.

IDF cerca a Sinagoga Kehilat Yaakov
Forças de Defesa de Israel cercam Sinagoga Kehilat Yaakov

IDF faz varredura na Sinagoga Kehilat Yaakov
Após ataque, FDI fazem varredura na Sinagoga atingida.

IDF no interior da Sinagoga Kehilat Yaakov
Soldados das IDF no interior da Sinagoga Kehilat Yaakov

Com informações da Kikar HaShabat, do Yediot Aharonot, da Euronews e da Redação do Notícias de Sião.

Anúncios

Responses

  1. Minha alma “sangra” junto aos feridos. Até quando, Soberano?

  2. […] hoje, quando li sobre a dramática história da irmã de um dos terroristas responsáveis pelo atentado contra a sinagoga Kehilat Yaakov, em Jerusalém. Trata-se de uma daquelas jovens israelo-palestinas que não concordam com o […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: