Publicado por: noticiasdesiao | 17 de fevereiro de 2013

MIGUEL NICOLAEVSKY

UMA HOMENAGEM A UM GRANDE JUDEU

Certa vez disse ao Miguel que admirava a capacidade que ele tem de fazer diversas coisas simultaneamente. “Você é ‘dual core’”, comentei. Ele, sorrindo, respondeu: “As vezes acho que sou four core!” Não duvido.

Miguel Nicolaevsky no alto da Fortaleza de Ninrode

Miguel Nicolaevsky no alto da Fortaleza de Ninrode

Sou daqueles que acham que homenagens, mesmo que modestas, devem ser prestadas em vida. Infelizmente esta não é uma atitude comum nos dias de hoje, quando espera-se uma pessoa morrer – ou ficar às portas de – para poder homenageá-la. É válido, claro, mas o reconhecimento póstumo falha no essencial: demonstrar à pessoa o quanto ela é significativa para nós.

Isso posto, gostaria de homenagear hoje uma pessoa que aprendi a gostar primeiro “virtualmente” para depois admirar pessoalmente: O meu amigo Miguel Nicolaesvsky.

Miguel NicolaevskyConheci o Miguel há cerca de 10 anos, através do Portal Cafetorah, que na época era apenas um pequeno site a abordar assuntos relacionados a Israel e ao seu povo. De mero leitor, passei a manter contatos esporádicos através do site até que chegou a oportunidade de conhecê-lo pessoalmente. Como temos um amigo em comum, Alexandre Dutra, que já havia estado com o ele em Israel, os comentários que teceu à respeito do amigo só fez crescer em mim as expectativas. A oportunidade veio quando Miguel esteve no Brasil para um ciclo de palestras e, juntamente com Alexandre Dutra, fui um dos cicerones dele em São Paulo. Depois deste encontro, voltamos a estar mais próximos, quando mudei-me para Israel, e foi na sua cidade, Modiin, que vim a entender melhor não só a sua forma de trabalhar como a importância do apoio que recebia em casa da simpática cara-metade e real auxiliadora, Cristina Nicolaevsky.

Desnecessário dizer que o Miguel tornou-se minha referência básica em Eretz Yisrael. Sionista que sou, há décadas estudo tudo o que posso sobre Israel, mas quando cheguei na Terra Santa, percebi, dpois de poucos dias caminhando com Miguel, que descortinava-se diante de mim um universo que ia muito além dos roteiros padronizados das agências de viagens. Foi desta descoberta que surgiu a slogan do meu blog: “Israel é bem mais do que você está acostumado a ver, ler ou ouvir!” E devo ao Miguel boa parte deste despertar para aquilo que está além das colinas e escondido nos detalhes de cada ruína deste país que tanto amo.

Se fosse descrever Miguel Nicolaevsky numa palavra diria: Polivalência. Aliás, estávamos caminhando certo dia por Petah Tikvah, onde ele fora ajudar-me a comprar uma câmara, e ele falava sobre os múltiplos projetos em que estava desenvolvendo. Preparava um artigo para o portal, estava envolvido na edição de um livro, estava trabalhando o conteúdo de um curso de geografia da Terra Santa e preparava-se para dar-me aulas de hebraico. Comentei com ele que eu era incapaz de fazer bem duas coisas ao mesmo tempo, pois precisava terminar uma tarefa antes de envolver-me com outra. Disse então que admirava a capacidade que tinha de fazer tanta coisa simultaneamente e brinquei dizendo que ele era “dual core”. Sorrindo ele respondeu-me: “As vezes acho que sou four core!” Não duvido.

E foi dentro desta polivalência que ele sempre achou um espaço na sua apertadíssima agenda para brindar-me com verdadeiras aulas de arqueologia bíblica, não aulas teóricas, mas sim verdadeiras aulas diretamente no terreno, entre ruínas e sítios arqueológicos, monumentos e fortalezas, modernas metrópoles ou bucólicas paisagens campestres. Descobri a Terra Santa pelas mãos do Miguel.

No Castelo de NinrodeNuma dessas viagens que aconteceu um fato que por si só define o significado dos conhecimentos do Miguel: Estávamos no norte da Galiléia, fotografando as nascentes do Rio Jordão, quando nos deparamos com uma caravana de turistas brasileiros. O líder do grupo, diretor de uma faculdade no Rio de Janeiro, reconheceu o Miguel, aproximou-se e trocou algumas palavras conosco. Ao saber que estávamos fotografando a região, perguntou se poderia ir conosco, pois achava que teria mais a ganhar em termos de informação se deixasse o guia com o seu grupo e se juntasse a nós na caminhada. O Miguel disse que sim e lá fomos, os três, a explorar detalhes que não se encontram nos folders distribuídos nas agências de viagens.

Neste dia 16 de Fevereiro o meu amigo Miguel Nicolaevsky está completando mais um ano de vida e eu gostaria de parabenizá-lo de uma forma especial. Esta é a razão pela qual fugi dos padrões normais dos meus textos para lhe fazer esta singela homenagem, em vida, a este grande amigo, de Israel e meu, desejando que possamos tê-lo conosco por longos anos. Por isso, levanto-lhe um brinde e desejo: “Le Haim!”

Termino minha homenagem fazendo algo que ele gosta demais: Compartilhando fotos! Feliz Aniversário meu amigo! Que O ETERNO te abençoe ricamente, assim como a toda sua família: à Cristina, ao Ariel, à Hadassa e à Moriah.

Miguel e sua principal paixão: registrar particularidades da História para compartilhá-la com seus leitores.

Miguel e sua principal paixão: registrar particularidades da História para compartilhá-la com seus leitores.

Sempre em busca de um ângulo inusitado

Sempre em busca de um ângulo inusitado

Conduzindo um didático Seder de Pessach

Conduzindo um didático Seder de Pessach

Após um das suas muitas palestras

Após um das suas muitas palestras

Roberto Kedoshim e Miguel Nicolaevsky

Roberto Kedoshim e Miguel Nicolaevsky

Anúncios

Responses

  1. O Eterno seja grandemente louvado pela vida de Miguel!!! Parabéns caro amigo!!! Vida longa e próspera!!!

  2. Se você, Roberto, o descreve assim, só nos resta admirá-lo mesmo não o conhecendo pessoalmente. Parabéns Miguel, por Deus ter te dado mais um ano de vida e que Ele continue abençoando toda a sua família e aos que amam Israel!

  3. Que coisa maravilhosa essa maneira de homenagear o amigo Miguel em vida! Vejo da mesma forma; devemos homenagear nossos amigos em vida, como também abençoar nossos filho em vida. Parabéns ao Miguel, e não queira saber o desejo de estar nessa investigação arqueológica com seus registros fotográficos em Israel. Acho fantástico tudo isso. Bom encontrar vc e este site. Que o Eterno D’us possa te entregar cada vez mais conhecimento meu caro irmão. Shalom!

  4. Querido Roberto, Shalom. Indispensável de minha parte agradecer o carinho. Saudades de você e de sua família tão linda e amada. Para esclarecer: Como sempre, devo tudo isto a ELE, o meu Senhor e meu Amado. Dedico tudo que faço e o que sou a ADONAI. A ELE a glória, o louvor e a adoração! Mais uma vez muito obrigado, e aguarde-me, pois esta gentileza não vai ficar sem resposta. No Mashiach, Miguel.

  5. Parabéns Roberto e Miguel pela amizade. Mesmo não os conhecendo pessoalmente, sinto-me amigo de ambos. Afinal, voces tem o perfil de amigos meus.

    Além do belo texto de homenagem, as fotos me fizeram lembrar alguns dos locais que visitei nas viagens que já fiz a Israel. Belas fotos. Excelentes lembranças. Me fazem reforçar os planos para voltar a Israel mais cedo.

    • Shalom, Dr. Weidman. Obrigado pelas vossas palavras. Volte sim a Israel o mais breve – e quantas vezes – que puderes. Quem sabe numa dessas viagens possamos nos conhecer? Tanto a mim quanto o Miguel. Estou certo de que gostarás imensamente do Miguel e eu hei de esforçar-me para ser agradável também. Fraterno abraço e seja sempre bem vindo ao nosso blog.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: