Publicado por: noticiasdesiao | 18 de julho de 2012

LASLO CSISIK-CSATARY

O CARRASCO HÚNGARO E OUTROS VELHINHOS SIMPÁTICOS

O velhinho simpático que conversa com o vizinho enquanto apara a grama ou poda as roseiras pode esconder um passado escabroso.

Apartamento em Budapest onde morava, tranquilamente, o mais procurado carrasco nazista ainda vivo.

DESAGRADÁVEL ENCONTRO COM O PASSADO

Certa vez entrei em um café decadente cujo proprietário, aparentemente sexagenário, passava os dias a caminhar pelo pátio vazio do estacionamento que havia na frente. Por pura comiseração passei a visitá-lo para tomar café puro, uma vez que, além de antigos cartazes publicitários, quase nada mais havia no velho estabelecimento. O que para mim representava valor agregado, porque além de gostar de coisas antigas eu via ali uma decoração “vintage” genuína, um modismo que normalmente é improvisado nas vitrines dos shoppings.

Certo dia encontrei o simpático velhinho desolado. Ladrões haviam entrado no café pela madrugada e levado parte do já reduzido estoque. Comentei o infortúnio com outro velhinho que residia nas proximidades do café e este, sem entrar em detalhes, sugeriu que o mesmo estava pagando pela forma como tratou sua esposa ao longo da vida. Ou seja, o frágil velhinho tinha sido um péssimo marido e isso era notório para todos os que o conheciam.

Lembrei deste episódio ao ver as fotos de Laszlo Csizsik-Csatary quando foi surpreendido pelos jornalistas do The Sun vestindo um surrado pijama. Conversando com os vizinhos, tomando banho de sol na praça ou caminhando com sacolas de compras pelas ruas de Budapest, Laszlo Csizsik-Csatary seria o típico velhinho simpático que transmite confiança e detém a aura de quem foi bonzinho a vida toda, se não fosse por um pequeno detalhe: Laszlo Csizsik-Csatary era o criminoso de guerra nazista mais procurado em todo o mundo! E desde ontem é o mais célebre colaborador de Adolf Hitler a estar atrás das grades.

Estudantes húngaros marcam o apartamento de Laszlo Csizsik-Csatary com suásticas utilizando o mesmo estratagema dos nazistas que marcavam as casas dos judeus com estrelas amarelas.

Este simpático velhinho húngaro de 97 anos foi responsável, direta e indiretamente, pelo assassinato de 15.700 judeus durante a Segunda Guerra Mundial. Durante anos, Laszlo Csizsik-Csatary figurou no topo da lista dos 10 carrascos nazistas mais procurados em todo o mundo, segundo o Centro Simon Wiesenthal de Jerusalém, uma organização não governamental que lançou no ano de 2002 a “Operação Última Chance”, que visa levar à julgamento os últimos criminosos nazistas ainda vivos e que se encontram em liberdade.

Saiba agora quem são estes velhinhos, como alguns deles são nos dias de hoje e como eram por ocasião da Shoah, popularmente conhecida como Holocausto, perpetrada por Hitler na primeira metade do século passado.

NOME DO BANDIDO: ALOIS BRUNNER
POSSÍVEL LOCALIZAÇÃO: SÍRIA
IDADE NESTE MOMENTO: 99 ANOS

Desde ontem, o fugitivo mais famoso passa a ser Alois Brunner, foi capitão da Waffen-SS, conhecida simplesmente pela famigerada sigla SS, foi diretamente responsável pela deportação de mais de 120.000 judeus da Áustria, Grécia e França para diversos Campos de Extermínio, popularmente conhecidos como Campos de Concentração. Após a Guerra, e possivelmente com a ajuda da Cruz Vermelha, Alois Brunner fugiu para a Síria onde teve a morte declarada “oficialmente” em 1996. Ainda segundo fontes “oficiais”, Brunner teria sido enterrado em um cemitério localizado na estrada Dar Dah que vai de Bagdá para Damasco. Entretanto, seu corpo nunca foi apresentado e ninguém nunca viu seu túmulo.

NOME DO BANDIDO: ARIBERT HEIM
POSSÍVEL LOCALIZAÇÃO: EGITO
IDADE NESTE MOMENTO: 98 ANOS

Fazia parte da SS austríaca, era o médico-chefe do Campo de Extermínio de Mauthausen em 1941 e foi diretamente responsável pela morte de centenas de prisioneiros. Dado a selvageria com que praticava experiências sádica, Aribert Heim foi apelidado de “Açougueiro” e “Doutor Morte”. Na lista de “experiências” constava atrocidades tais como retirada de órgãos sem anestesia e cronometragem da agonia de judeus submetidos a injeção de veneno diretamente no coração. Dezoito anos depois do término da Segunda Guerra, e quando estava prestes a ser preso, Heim desapareceu da Alemanha e desde então, 1962, encontrou refúgio no Egito onde se converteu ao islamismo mudando o nome para Tarek. “Oficialmente” morreu de câncer no Cairo, em 1992, mas foram divulgadas tantas versões contraditórias da morte que suspeita-se que a mesma não tenha acontecido. Seu corpo nunca foi encontrado e 1.000.000 € (Um milhão de Euros) que se encontram em sua conta na Alemanha nunca foram reivindicados por seus herdeiros.

NOME DO BANDIDO: GERHARD SOMMER
RESIDÊNCIA ATUAL: ALEMANHA
IDADE NESTE MOMENTO: 90 ANOS

Vice-tenente do 16º divisão SS, foi condenado à revelia em Junho de 2005 recebendo a pena de prisão perpétua pelo assassinato de 560 civis italianos, incluindo 120 crianças. O massacre cometido em 12 de Agosto de 1944 em uma pequena aldeia da Toscana.

NOME DO BANDIDO: KATRIUK VLADIMIR
RESIDÊNCIA ATUAL: CANADÁ
IDADE NESTE MOMENTO: 90 ANOS

Membro de um batalhão da Ucrânia, é acusado de ter participado nas atrocidades contra civis na Bielorrússia entre 1942 e 1944. Após a guerra ele permaneceu na França, depois emigrou para o Canadá. Em 1999, o Tribunal Federal cassou a cidadania canadense, pois a mesmo mentiu a fim de obtê-lo. Posteriormente, depois dos recursos impetrados por seus advogados, teve a cassação revogada e continua morando no país.

NOME DO BANDIDO: KAROLY ZENTAY
RESIDÊNCIA ATUAL: AUSTRÁLIA
IDADE NESTE MOMENTO: 90 ANOS

Oficial Nazista na Hungria, não se sabe ao certo o número de mortes a ele atribuídas, mas foi condenado pelo espancamento seguido de morte de um jovem judeu que não portava a estrela amarela ao embarcar em um trem rumo ao Campo de Extermínio no ano de 1944. Viveu clandestinamente na cidade de Perth durante sessenta anos, tendo conseguido a cidadania australiana. Desde 2005 a Hungria solicitou sua extradição, mas até agora seus advogados conseguiram barrar sua concretização. Os advogados alegam que o estado de saúde do seu cliente não lhe permite ser julgado.

NOME DO BANDIDO: SOEREN KAM
RESIDÊNCIA ATUAL: ALEMANHA
IDADE NESTE MOMENTO: 90 ANOS

Ex-membro da SS Panzer, Divisão Vikingbrigades, Kam participou do assassinato do jornalista anti-nazista Carl Henrik Clemmensen em 1943. De origem dinamarquesa, Soeren Kam fugiu para a Alemanha, onde obteve a cidadania em 1956. Sua extradição foi requerida por Copenhagen, mas um tribunal da Baviera o rejeitou em 2007 por falta de provas.

NOME DO BANDIDO: IVAN KALYMON
RESIDÊNCIA ATUAL: ESTADOS UNIDOS
IDADE NESTE MOMENTO: 91 ANOS

Enquanto servia em uma unidade da polícia ucraniana controlada pelos nazistas, Ivan Kalymon participou entre 1941 e 1944, do assassinato e deportação de judeus no Gueto de Lvov. Emigrou para os Estados Unidos em 1949 onde foi naturalizado em 1955. Em 2007, um juiz revogou sua cidadania abrindo caminho para a deportação, desde então nenhum país quis recebê-lo.

NOME DO BANDIDO: ALGIMANTAS DAILIDE
RESIDÊNCIA ATUAL: ALEMANHA
IDADE NESTE MOMENTO: 90 ANOS

Chefe de polícia em Vilnius durante a ocupação nazista na Lituânia, Dailide participou das buscas a judeus que foram executados pelos nazistas bem como a de lituanos que esconderam ou ajudaram judeus durante a perseguição. Extraditado dos EUA para a Alemanha em 2003, foi condenado por um tribunal da Lituânia em 2006, mas até agora seus advogados impediram o cumprimento da pena.

NOME DO BANDIDO: MIKHAIL GORSHKOW
RESIDÊNCIA ATUAL: ESTÔNIA
IDADE NESTE MOMENTO: 89 ANOS

Mikhail Gorshkow (não há fotos disponíveis) nasceu na Estónia e serviu na Gestapo da Bielorrússia. É acusado de ter participado do massacre de judeus no Gueto de Slutzk em 1943. Inicialmente refugiou-se nos Estados Unidos tendo voltado para a Estônia no início do ano 2000, quando os americanos descobriram seu passado e lhes retiraram a cidadania. As autoridades da Estônia decidiram encerrar a investigação, alegando tratar-se de um caso de identidade equivocada.

NOME DO BANDIDO: HELMUT OBERLANDER
RESIDÊNCIA ATUAL: CANADÁ
IDADE NESTE MOMENTO: 88 ANOS

Cidadão alemão, mas nascido na Ucrânia, pertencia à Einsatzgruppen, uma unidade política militarizada que foi responsável pelo assassinato de 23.000 pessoas. Após o término da guerra fugiu para o Canadá onde vem perdendo e recuperando a nacionalidade em consecutivas batalhas judiciais contra o governo local.

A MACABRA OBRA DOS SIMPÁTICOS VELHINHOS

Veja abaixo cenas históricas do Gueto de Varsóvia, filmadas pelos próprios alemães. Os guetos foram a princípio centros de triagem e posteriormente apenas postos de passagem para os judeus que eram mandados para os Campos de Extermínio. Os “simpáticos velhinhos” trabalhavam ora enviando judeus para estes guetos, ora enviando-os diretamente para os Campos ou, muitas vezes, ora eles mesmos executavam o “trabalho sujo”.

Anúncios

Responses

  1. Triste e infeliz período… Espero que pelo menos alguns desses carrascos sejam encontrados e sofram justiça aqui na Terra, porque a batata deles está cozinhando no Inferno!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: