Publicado por: noticiasdesiao | 19 de abril de 2011

CHAG PESSACH SAMEACH!

חג פסח שמח

CHAG PESSACH SAMEACH

Kearah, o prato central na mesa de Pessah.

E eu passarei pela terra do Egito esta noite, e ferirei todo o primogênito na terra do Egito, desde os homens até aos animais; e em todos os deuses do Egito farei juízos. Eu sou o Senhor.
(Êxodo 12.12)

Miguel Nicolaevsky, do web site Cafetorah, explica: Pessach (do hebraico פסח, passagem), também conhecida como Páscoa Judaica, é o nome do sacríficio executado em 14 de Nissan do calendário judaico e que precede a Festa dos Pães Ázimos (Chag haMatzot). Pessach é uma festa, que celebra e recorda a libertação do povo de Israel do Egito, conforme narrado no livro de Shemot (Êxodo). De acordo com a tradição, a primeira celebração de Pessach ocorreu há 3500 anos, quando, de acordo com a Torá, Deus enviou dez pragas sobre o povo do Egito.

Antes da décima praga, o profeta Moisés foi instruído a pedir para que cada família hebréia sacrificasse um cordeiro e molhasse os umbrais (mezuzót) das portas com o sangue do cordeiro, para que não fossem acometidos pela morte de seus primogênitos. Chegada a noite, os hebreus comeram a carne do cordeiro, acompanhada de pão ázimo e ervas amargas. À meia-noite, um anjo enviado por Deus feriu de morte todos os primogênitos egípcios, desde os primogênitos dos animais até mesmo os primogênitos da casa do Faraó. Depois disso o Faraó, temendo ainda mais a Ira Divina, aceitou liberar o povo de Israel para adoração no deserto, o que levou ao Êxodo.

Como recordação desta liberação, e do castigo de Deus sobre Faraó foi instituído para todas as gerações o sacríficio de Pessach.

Inúmeros detalhes marcantes pontilham a ordem da cerimônia pascal, o Seder de Pessach. Um destes detalhes é a música. Diversos clássicos do cancioneiro judaico estão presentes neste cerimonial, entre eles o magnífico “Dayenu”. Dayenu é uma dessas pérolas da língua hebraica, onde as vezes uma única palavra fala mais que frases inteiras. Neste caso, Dayenu significa algo como “Já teria sido suficiente para nós”.

DAYENU!

Se ELE nos tivesse libertado do Egito,
sem porém ter-lhes [aos egípcios] feito julgamentos,
Dayenu!

Se ELE tivesse feito sobre eles julgamentos,
sem porém ter justiçado seus deuses,
Dayenu!

Se ELE tivesse justiçado seus deuses,
sem porém ter matado seus primogênitos,
Dayenu!

Se ELE tivesse matado seus primogênitos,
sem porém nos ter dado seus bens, Dayenu!

Se ELE nos tivesse dado seus bens,
sem porém nos ter aberto o mar,
Dayenu!

Se ELE tivesse aberto o mar,
sem porém nos deixar atravessar em terra seca,
Dayenu!

Se ELE nos tivesse deixado atravessar em terra seca,
sem porém ter afogado nossos opressores,
Dayenu!

Se ELE tivesse afogado nossos opressores,
sem porém nos sustentar quarenta anos no deserto,
Dayenu!

Se ELE nos tivesse sustentado por quarenta anos no deserto,
sem porém alimentar-nos com o Maná,
Dayenu!

Se ELE nos tivesse alimentado com o Maná,
sem porém dar-nos o Shabat,
Dayenu!

Se ELE nos tivesse dado o Shabat,
sem porém conduzir-nos ao Monte Sinai,
Dayenu!

Se ELE nos tivesse conduzido ao Monte Sinai,
sem porém revelar-nos a Torá,
Dayenu!

Se ELE nos tivesse revelado a Torá,
sem porém conduzir-nos à terra de Israel,
Dayenu!

Se ELE nos tivesse conduzido à terra de Israel,
sem porém construir para nós o Grande Santuário,
Dayenu!

DE GERAÇÃO EM GERAÇÃO

Passam os séculos, milênios, e de geração em geração os judeus relembram o milagre do Êxodo nesta que é uma das mais importantes festas (chaguim) do calendário judaico.

Para celebrar o Pessach deste ano 5771 do Calendário Judaico (2011 do Calendário Gregoriano), o Blog Notícias de Sião compartilha com seus leitores dois vídeos significativos. O primeiro mostra como a Festa de Pessach não está perdida no tempo e se renova a cada nova geração. Nele, jovens judeus do Midreshet Ein Prat, um movimento que prega a volta às raízes culturais judaicas e ao sionismo nacionalista, faz uma repaginação do secular Dayenu.

O segundo vídeo é uma maravilhosa interpretação da visão Judaico Messiânica para a Festa de Pessach.

Se você não é judeu e quer conhecer os fundamentos judaicos da Páscoa, acesse o site cafetorah.com e leia uma matéria especial sobre isso.

Se você é judeu e quer entender melhor o propósito de cada símbolo do Seder de Pessach, leia também este trabalho do cafetorah.com.

Nós, que fazemos o Blog Notícias de Sião, desejamos a todos os nossos leitores Chag Pessach Sameach! Feliz Festa da Páscoa!


.

Anúncios

Responses

  1. Desculpa, mas o vídeo do pessoal cantando e dançando é muito engraçado. O cara que canta parece um rapper biblíco. E quando põe os óculos não dá para aguentar. hehehehe….

  2. Que este Pessach seja não só mais um evento festivo, mas símbolo da nossa libertação espiritual da escravidão do pensamento e hábitos seculares.
    .
    Feliz páscoa a todos!

  3. Excelente explanação! Parabéns!

  4. Feliz pascoa a todos !


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: