Publicado por: noticiasdesiao | 2 de fevereiro de 2011

ISRAEL É O CULPADO!

O EGITO ESTÁ EXPLODINDO. E A CULPA É DE ISRAEL!

Protestos em Londres em apoio aos manifestantes anti-Mubarak.
Adivinhem quem é o culpado pela falta de liberdade no Egito?

Nós sabemos que Netanyahu não poderá dormir à partir de agora” (Manchete do The Jerusalem Post)

A edição de hoje, 02 de Fevereiro, do jornal “Jerusalem Post” traz diversas entrevistas com alguns dos manifestantes que ocupam a principal praça da cidade do Cairo em manifestações contra o presidente do Egito, Hosni Mubarak.

Muitos deles disseram tinham a sensação de viver num país que não era liberto e que os responsáveis pela falta de liberdade eram – isso mesmo que você imaginou – os israelenses! [Os acordos de] “Camp David nos fizeram escravos”, disse um dos entrevistados.

Hartman Ben, correspondente do principal jornal israelense na capital egípcia, conversou com diversos manifestantes da Praça Tahir na noite desta terça-feira. Um dos entrevistados, Mohammed Salama, 26 anos, falou da expectativa de ver arquivadas as quase três décadas do acordo de paz com os judeus, embora insistisse que não quer que o seu país declare guerra aberta contra Israel. Em suas mãos ele segurava um cartaz onde se lia: “Netanyahu está preocupado com Mubarak”. Ao repórter ele declarou: “Este é o meu país e o meu líder. E eu não quero que ele se preocupe com Israel, mas sim com o que acontece no meu país.”

Salama deu sua opinião momentos depois de ouvir o presidente egípcio fazer um discurso nacional prometendo realizar eleições dentro de seis meses, eleições das quais ele não mais concorrerá.

Salama disse não sentir que o discurso de Mubarak represente uma vitória para o movimento, mais sim apenas um novo estratagema para estancar o movimento e permanecer no poder. Salama, como os outros entrevistados com os quais falou o repórter do Jerusalem Post , prometeu que iria ficar na praça até à queda de Mubarak e que a revolução está longe de terminar.

Um amigo de Salama, Hazan Ahmed, 29 anos, disse que os anos de paz com Israel estão impregnados de muita humilhação e que os egípcios não se sentem completamente autônomos, pois há uma sensação de ocupação israelense no Sinai, como resultado das negociações de Camp David.

“O exército egípcio não pode entrar no Sinai. Sentimos que lá ainda é Israel. Há israelenses por todos os lados, mas nós temos que parar nos postos de fiscalização e temos que permanecer afastados. Nós não sentimos que o Sinai nos pertença”, afirmou Ahmed.

Tal qual Salama, Ahmed disse que não quer que o tratado de paz Egito-Israel seja completamente rompido, mas que ele seja submetido a sérias mudanças.
“Deve ser revisto. Com Mubarak deixando o poder, sabemos que quem o suceder certamente reverá este acordo. ”

Quando perguntado pelo repórter o que ele achava sobre o fato de que nestes anos todos Israel e Egito conviveram pacificamente, Ahmed concluiu: “Sim, temos paz, mas não temos dignidade.”

Gadi Mohammed, 33 anos, andava pela praça Tahir segurando um cartaz de Mubarak com uma Estrela de Davi desenhada na testa. Quando perguntado por que fizera aquilo, Mohammed respondeu: “Nós não queremos que Israel continue dando ordens. Vamos manter a paz, mas não vamos deixar que Israel, ou qualquer outro país, nos diga o que fazer. Nós não precisamos receber ordens do mundo “.

Ragab Ahmad, 42 anos, falou com mais veemência contra Israel dizendo: “Todas as pessoas odeiam Israel. [Anwar el] Sadat só queria saber de Camp David. Sabemos que Israel está louco pelo que está acontecendo aqui, e sabemos que Netanyahu não vai poder dormir a partir de agora. Sabemos que com as mudanças que começam aqui, não haverá paz com Israel. Não vai ser uma guerra, mas eu acho que não haverá mais uma embaixada de Israel no Egito e as nossas relações serão as mínimas possíveis”.

Anúncios

Responses

  1. NÃO SEI EXATEMENTE O QUE ISRAEL TEM A VER COM OS PROTESTOS
    NO EGITO.MAS UM EGÍPCIO DISSE QUE O SINAI FICA SOB A VIGIA DE
    ISRAEL.PRA MIM ELS TIVESSEM ENTREGUE EM OBEDIÊNCIA Á RESOLUÇÃO
    DA ONU NA ÉPOCA. VOU VERIFICAR SE O MESMO ACONTECE NAS COLINAS
    DE GOLÃ,NO SUL DA SÍRIA.SE ALGUEM SOUBER DE AMBOS.GOSTARIA DE
    SER CONTACTADO. ATÉ.

  2. O maior papel da Imprensa é o de fazer um jornalismo investigativo, prevendo e antecipando as situações que estão mais que escancaradas à sociedade, que se nega a ver, mas que possa alertá-la. Eu tenho acompanhado e vejo que a imprensa americana (e a israelense) anda fora de órbita neste sentido em relação aos acontecimentos do mundo islâmico. Agora parece-me que estão acordando em relação a este sentido. Precisava que um Pastor radical na América ameaçasse por fogo no corão, para toda uma sociedade americana acordasse para oque estava acontecendo? Neste mesmo sentido, foi quando a Turquia começou a namorar o Irã e se distanciar de Israel e ninguém viu, só foram notar quando estorou os protestos do mundo todo no caso MAVI MARMARA (“Ataque contra Frotilha”). E o Irã continua com os seus encantamentos com a Síria, Libano e Autoridade Palestina e todo mundo fecha os olhos. Por que não falar do Brasil e seu casamento encomendado com o Irã, sem dote e ao menos conhecer o noivo e sua família. Não quero fofocar, mas o Irã tem andado por toda a vizinhança aqui na América Latina e sua sedução. No caso do Egito, pelos ventos fortes que vinham da Tunísia (Irmandade Islâmica) já dava para prever estes acontecimentos. Agora em relação a culpar Israel por tudo que acontece no oriente médio, é do costume dos povos islâmicos por falta de ideologia, sempre bater nesta mesma tecla a da Teoria da Conspiração contra Israel e América. Agora uma pergunta fica sem resposta? Os islamista detêm o poder em 20 paises no Oriente Médio, sendo Israel a única democracia. De que lado fica Barak Husseim Obama nesta história?

  3. Lembrei de um certo candidato a presidente aqui no Brasil, (PCB) que quase todas as vezes que ele utilizava o tempo na TV não falava de suas propostas mas de (contra) Israel, que Israel tinha que sair da faixa de Gaza, deixar os palestinos em Paz e etc. Agora me diga o que é que Israel tem a ver com propostas de governo para o Brasil? Da mesma maneira esses militantes estão querendo direcionar a culpa da incompetencia governamental do Egito para Israel. Como dizemos aqui no brasil “ninguem merece”. Shalom a todos!

  4. De certo ponto de vista a época que estamos vivendo é fantastica ! Estamos vendo a biblia se cumprir de forma exata. É impressionante o descortinar das profecias biblicas. Cada passo do mundo islamico em busca da famigerada Jihad é um passo para o surgimento do anti-cristo. Jesus está voltando para a sua Igreja, quem quer ir com ele ?

  5. […] O Egito está explodindo e a culpa é de Israel (02 de Fevereiro) Ingenuidade, ignorância ou má fé? (04 de Fevereiro) Festa em parte do Oriente Médio (11 de fevereiro) O jogo continua (12 de fevereiro) Presidente do Yemem acusa Israel pela instabilidade dos países árabes (01 de Março) Bem vindos à realidade (09 de março) […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: