Publicado por: noticiasdesiao | 18 de janeiro de 2011

COMENTÁRIOS APAGADOS

SOBRE ALGUNS COMENTÁRIOS NÃO PUBLICADOS

Deixei de publicar alguns comentários de um leitor, pois eles estavam em desacordo com os propósitos deste Blog. Já disse algumas vezes, e volto a repetir: O Blog Notícias de Sião (BNDS) não é um FÓRUM DE DEBATES A RESPEITO DE ISRAEL. A Internet é pródiga em espaços voltados para este fim e existem diversas comunidades onde pessoas desocupadas se deliciam com as diversas lendas e boatos sobre Israel e seu povo. São blogs e webs-site recheados de leitores anti-Israel que volta e meia se deparam com alguém com paciência para respondê-los. Já tive minha fase apologética, mas depois dos 50 não tenho mais paciência para ficar refutando se a mula-sem-cabeça solta ou não fogo pelas ventas. Admiro muitos amigos meus que ainda se dignam a responder essas besteiras todas. E estimulo-os a continuar fazendo, afinal de contas, a luta pela Verdade não pode parar.

Quanto a nós, o objetivo deste blog é MOSTRAR O ESTADO DE ISRAEL DE UMA FORMA QUE AS PESSOAS NÃO ESTÃO ACOSTUMADAS A VER NA GRANDE MÍDIA. Pronto.

Em todo caso, percebendo que o leitor desconhece a História (antiga e moderna) do Estado de Israel, gostaria de compartilhar algumas coisas, mesmo que já postadas anteriormente.

DESCONSTRUINDO FALSAS TEORIAS

1. O leitor faz um comentário a respeito da “forma como Israel trata seus vizinhos palestinos”. Sobre isso já escrevi diversos artigos. Só o fato de o leitor chamar os árabes da Judéia, Samaria e Faixa de Gaza de “Palestinos” já é uma prova de que ele ainda não leu as matérias deste blog que falam sobre isso. Se ele (ou qualquer pessoa que tenha a mesma idéia) o fizer, deixará de chamar este povo de Palestino. Eles podem ser Ismaelitas, Amonitas, Beduínos ou qualquer outra coisa, menos Palestinos. Este povo, os Palestinos, foi extinto há muitos séculos e acabou “ressuscitado” em meados da década de 1960, através das astutas artimanhas de um terrorista chamado Yasser Arafat. Trata-se de um povo que existe apenas na Mídia.

2. Se, como diz o leitor, Israel “pratica ou não a Torah em relação aos seus vizinhos” é uma dúvida que ele – ou qualquer outro cético – só terá uma resposta visitando Israel. Quem vem à Israel percebe in-loco o que acontece por aqui. Podem ter certeza, caros leitores, que a maioria esmagadora dos árabes residentes em Israel não trocaria a forma como são tratados pelo tratamento que seus irmãos recebem nos países predominantemente árabes.

3. Israel praticando “lobby econômico contra seus vizinhos” é outra afirmação descabida do leitor. É bem possível que ele não entenda bem o significado da palavra “lobby”. Na verdade, o que Israel faz é bloquear a entrada de produtos que possam ser utilizados como matéria prima para a construção de artefatos bélicos que possam ser utilizados contra Israel. Pelo comentário, percebe-se que o leitor não conhece a Terra Santa. Judeus Ortodoxos fazem compras nas lojas e quiosques árabes todos os dias e a forma como os empregados árabes são tratados pelos patrões israelenses e vice-versa é exemplar. Sim senhores, existem dezenas de negócios árabes em Israel que empregam trabalhadores judeus.

4. Em determinado momento chegamos a pensar que o leitor estava navegando num site árabe e postou, sem querer, um comentário no nosso blog. Afinal de contas a expressão usada por ele “famílias [árabes] assassinadas covardemente” deveria ser postada num Blog Árabe! Não conheço um único caso de israelenses explodindo ônibus escolares árabes, pizzarias árabes, aniversários de crianças árabes, festas de casamento árabes, filas de supermercados árabes, etc. etc. Caso aquele leitor não saiba, a maioria esmagadora das baixas árabes se deu por culpa dos próprios árabes em decorrência dos famigerados “escudos humanos”. Os simpáticos “palestinos” (sic) têm a péssima mania de se esconder atrás de crianças e dentro de escolas para se defender dos israelenses. Portanto, se há algum culpado nessas mortes inocentes, pode ter certeza que são justamente aqueles que o tal leitor defende.

5. O leitor também escreveu que os judeus se acham “superiores a outras nações”. Também seria melhor o leitor direcionar as críticas a outras pessoas. Pelo que me consta, não conheço uma única publicação onde um judeu defenda esta teoria. Se vocês conhecem, por favor, mostre-nos a fonte. Em todo caso, se ele acha que são os judeus que se acham superiores, que ele contra-ataque. Podia empreender uma campanha contra os judeus. Sugiro que comece pedindo aos grandes centros de pesquisas que demitam todos os gênios judeus que neles trabalham. Depois, peça aos estúdios de Hollywood que abram mão dos roteiristas e atores que dão mais audiência. Depois disso, poderia pedir às empresas de alta tecnologia para não usarem mais os softwares desenvolvidos em Israel. Por fim, poderia para de usar qualquer remédio ou equipamento médico desenvolvido por judeus. Minha sugestão é que ele passe a usar produtos, serviços, tecnologia e medicamentos Made in Iran.

RELEMBRANDO ALGUMAS IMPORTANTES POSTAGENS ANTIGAS

Para saber mais sobre o verdadeiro Mapa de Israel e a origem da Lenda Urbana do Povo Palestino, clique aqui.

Para saber mais sobre a “educação pacífica” das crianças árabes, clique aqui.

Para saber mais a respeito da forma como Israel lida com os acordos feitos com seus vizinhos, clique aqui.

Para saber mais sobre como a Mídia faz a cobertura dos “inocentes” e “indefesos” palestinos (sic), clique aqui.

Para saber mais sobre a forma como os tais “palestinos” (sic) usam o poder da mídia – e a paciência dos israelenses – para a manutenção da ignorância mundial, clique aqui.

Para ver como as mentiras da mídia conseguem atingir o objetivo do item anterior, clique aqui.

Para saber como não ter mais seus comentários eliminados, clique aqui.

Anúncios

Responses

  1. Muito bom!
    Continua me devendo o banner: “Nós apoiamos Israel’.

  2. REPITO: NADA TENHO CONTA JUDEUS.
    EXEMPLO: ALGUNS QUE QU ADMIRO
    DAVID RICARDO
    CARL MARX
    TARSO GENRO
    DANIEL DAY LEWIS

    • Olá, Anderson, cortei algumas das frases que você escreveu (estavam em desacordo com os propósitos do blog) e vou tentar responder parte das outras. Deixei seus comentários todos em letras maiúsculas e mantive os erros de digitação para não ser acusado de manipular o que você escreveu. Quanto ao fato de estarem todas em letras maiúsculas, também mantive isso para deixar claro aos demais leitores que não fui eu quem quebrou a Netiqueta. Dito isto, vamos aos comentários.

      COMENTÁRIO DO LEITOR: “PERCEBI QUE ALGUNS COMENTÁRIOS FORAM APAGADOS”…
      RESPOSTA DO BLOG: Estavam em desacordo com a proposta deste blog. Espero que leias os tópicos que falam sobre isso para evitar futuros dissabores.

      CDL: “O OBJETIVO DESTE SITE É FOMENTAR UMA IDEOLOGIA DESUMANA”…
      RDB: Hum, possivelmente estavas lendo algum blog ou site islâmico antes de vir para cá e não se deu conta que havia mudado de página. Na verdade, eu acho que você queria postar este comentário no CMI (Centro de Mídia Independente) e sem querer postou aqui.

      CDL: “SEM SE COMPREMETER COM A IMPARCIALIDADE”…
      RDB: Se você quis dizer “comprometer” com a imparcialidade, creio que, uma vez mais, você não leu os propósitos deste blog. Nosso objetivo é “defender Israel das agressões” que pululam na mídia e não “disponibilizar um espaço para debates à respeito destas questões”. Quando quero fazer isso, uso outros canais. Principalmente os fóruns dos meus jornais preferidos. Sugiro que você faça o mesmo. Brigue a vontade nos sites e blogs que existem sobre isso e pode ser que até nos encontremos por lá.

      CDL: “COLOCANDO EM DETRIMENTO OS FATOS REAIS, SUPRIMINDO UMA ABORDAGEM MAIS AMPLA DOS ACONTECIMENTOS”…
      RDB: Desculpe-me, mas acho que você leu pouca coisa deste blog. Não sou um blogueiro que se limita a copiar-colar coisas que vê na Internet. Quando debruço-me sobre um tema dedico horas a fio a vasculhar cada detalhe do assunto pesquisado para ter na ponta da língua (ou dos dedos neste caso) a resposta certa para meus detratores. Praticamente todos meus artigos são recheados de hiperlinks que conduzem meus leitores até às fontes citadas. Alguns dos posts mais lidos deste blog sugaram-me à exaustão. Dediquei-me CENTENAS E CENTENAS de horas a escrever a ponto da minha esposa achar que eu estava exagerando nas pesquisas. Hoje ela entende que eu tinha razão. Aqueles que vivem no mundo de fantasia criado pela Esquerda Mundial não entendem o que vem a ser a “vida real” e acabam por acreditar em histórias da carochinha. Agora, não venha me acusar de leviano dizendo que suprimo uma abordagem ampla dos acontecimentos, pois isso não faço. Basta reler os artigos abaixo para ver como mergulho à fundo nas investigações e pesquisas antes de postar qualquer artigo.

      Fronteiras de Israel.

      Estamos criando monstros?

      Quase todos os Esquerdistas são tolos. E os que não são tolos manipulam os que tolos são.

      Dizer que o Islã é pacífico é defender o indefensável!

      Como a Mídia manipula a notícia.

      Como a falta de informação leva até mesmo pessoas boas a acreditarem em besteiras.

      Como os pseudo-intelectuais mundiais são incompetentes até mesmo nas mentiras que inventam.

      A indústria da mentira.

      Como o Vilão vira Mocinho. E vice-versa.

      Pior que ser cego, é ser cego e abestalhado.

      Saiba, senhor Anderson, que estes são apenas alguns exemplos de matérias que me tomaram centenas de horas de estudos e pesquisas. Não venha me chamar de leviano que isso não sou.

      CDL: “NÃO SOU NENHUM DESOCULPADO”.
      RDB: Bem, quando falei dos “desocupados” não citei nominalmente você. Na verdade, estava pensando num leitor do jornal O Estado de São Paulo que depois de analisar centenas de comentários de leitores defensores do Governo Lula chegou à conclusão, à partir da hora que os comentários eram postados, que a maioria dos petistas militantes das redes sociais, blogs e fóruns, postam comentários durante o horário comercial. A tese do leitor-pesquisador do Estadão é que se trata de Funcionários Públicos que usam os computadores das suas repartições para ficarem defendendo a boquinha que eles próprios conseguiram neste imenso cabide de empregos que é o Governo Federal.

      CDL: “NÃO TENHO RELIGIÃO. MUITO MENOS CRIO UM SITE PRA FAZER APOLOGIA AO TERRORISMO E DAR LEGITIMIDADE COM BASE EM INTERPRETAÇÕES BÍBLICAS”…
      RDB: Ué, novamente acho que você está trocando as bolas. Estava navegando nos sites islâmicos e acabou postando o comentário indignado no meu blog. Desculpe, senhor Anderson, mas se existe uma religião fomentadora do Terrorismo, esta religião é o Islã, e não o Judaísmo. E se existe um livro religioso que embasa, literalmente, o Terrorismo, este livro é o Alcorão.

      CDL: “INFELIZMENTE, QUEM É JUDEU OU ASSOCIADO AO GRUPO, NUNCA ABRE ESPAÇO ÀS DISCUSSÕES DE INTERESSE PÚBLICO”.
      RDB: Bem, as coisas aqui são de interesse público dos israelenses e seus amigos. Se o corretor ortográfico do seu computador está com problemas ou o teclado travando as teclas, existem órgãos apropriados para defender o interesse público dos brasileiros. O PROCON e o IDEC são ótimos! Resolvem mesmo.

      CDL: “É MAIS FÁCIL DEIXAR AS COISAS NO ‘CONTROLE DE DEUS'”.
      RDB: Ah, bom. Depois de disparar para tantos lados, pelo menos em alguma coisa você tinha que acertar. Realmente eu acho que a melhor coisa que já fiz em toda a minha vida, foi deixá-la no controle de D’us. E quer saber de uma coisa? Jamais me arrependi de ter tomado esta decisão!

      CDL: “NADA TENHO CONTA JUDEUS. EXEMPLO [DE] ALGUNS QUE QU ADMIRO: DAVID RICARDO, CARL MARX, TARSO GENRO, DANIEL DAY LEWIS”…
      RDB: Bem, gostos pessoais não se discute. Tem gente que gosta de BBB, do Gugu Liberato e até mesmo do Tiririca. Ou seja, cada um escolhe a palhaçada que mais lhe agrada. Aliás, vou te confessar uma coisa: Até mesmo eu curto, de vez em quando, uma boa palhaçadazinha. E entrego: O meu ponto fraco é a Sitcom “The Big Bang Theory“. Pois é, acredite ou não, eu acho o Sheldon Cooper, o Leonard Hofstadter, o Howard Wolowitz e o Rajesh Koothrappali tão legais quanto você acha o Davi Ricardo, o Carl Marx, o Tarso Genro e o Daniel Day-Lewis. Veja só que coisa! Gosto, realmente, não se discute!

  3. Bom Dia Roberto Kedoshim,
    .
    Para evitar passar raiva com comentários, use uma “política de comentários”. Eu mantenho uma no site http://www.matutando.com . Ela aparece sempre antes de qualquer um publicar um comentário. Sinta-se livre para copiar e modificar a vontade.
    .
    Como você usa o wordpress.com não dá para usar o plugin “extended options” que dá essa funcionalidade. Mas dá para criar uma página separada chamada “política de comentários”. Ela evita a gente ficar justificando toda hora porque não publicou ou excluiu um comentário.
    .
    Shalom,
    .
    Sebastião Marques


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: