FESTIVAL

FESTIVAL SEFARDITA AGITA SERRA DA ESTRELA

Começou ontem, na Serra da estrela em Portugal, o I Festival da Memória Sefardita. O evento foi lançado em uma solenidade no Museu Judaico da cidade de Belmonte.

Conhecida pelos brasileiros por ser o berço de Pedro Álvares Cabral, Belmonte faz parte dos municípios que integram a Rota das Antigas Judiarias da Serra da Estrela. Além da terra de Cabral, estão no roteiro as cidades de Trancoso, Covilhã e Guarda. Esta última sediará as conferências do Congresso que acontece simultaneamente ao Festival.

Em fevereiro deste ano, por ocasião do lançamento do projeto na Feira Internacional de Turismo do Mediterrâneo de Tel Aviv, o presidente da Entidade Regional de Turismo da Serra da Estrela, Jorge Patrão, disse que um dos objetivos do festival será divulgar “a única rota turística judaica organizada em Portugal”.

Na noite desta segunda-feira, 1 de novembro, descendentes de judeus sefarditas originários de Portugal, Espanha, França, Alemanha e de outras partes da Europa, reuniram-se no auditório do Museu Judaico de Belmonte para o lançamento do Festival.

O Museu Judaico, que no ano passado recebeu 17.840 visitas de todo o mundo, serviu de palco também para uma apresentação da mais pura música sefardita. Os artistas judeus Eduardo Ramos e Tiago Jonatas apresentaram um rico repertório no “Recital de Cantigas Sefarditas”. Instrumentos de percussão, típicos da cultura judaica, acompanhados do inconfundível som do alaúde do Oriente Médio, deram à festa um brilho todo especial.

A abertura do Festival, que conta com o Alto Patrocínio do Presidente da República Portuguesa, Aníbal Cavaco Silva, foi um sucesso.

O blog Notícias de Sião, em parceria com o site Cafetorah, estará a semana toda na Serra da Estrela, de onde reportará os momentos mais significativos do evento.

Portanto, à partir de amanhã acompanhe conosco os principais assuntos tratados no I Festival da Memória Sefardita na Europa.

A CIDADE DE BELMONTE

Rua de Belmonte tendo ao fundo o Castelo da família Álvares Cabral
O Castelo da Família Álvares Cabral
Homenagem ao Brasil em Belmonte

MUSEU JUDAICO DE BELMONTE

Rua que conduz ao Museu Judaico de Belmonte
Praça próximo à entrada do Museu
Museu Judaico de Belmonte

VISITANDO O ACERVO

Hall de entrada do Museu
Memorial das Vítimas da Inquisição Romana
Sala de trajes dos antigos Judeus
Sala que explica os Cristãos Novos
Publicações judaicas da época do Holocausto
Visitantes lêem uma Torah histórica

A ABERTURA DO FESTIVAL SEFARDITA

Eduardo Ramos e seu Alaúde do Oriente Médio
O Excelentíssimo Sr. Consul de Israel em Portugal
Cocktail Kosher
Judeus festejam a Vida
Tehilim 126 - Quando o SENHOR trouxe do cativeiro os que voltaram a Sião, estávamos como os que sonham. Então a nossa boca se encheu de riso e a nossa língua de cântico; então se dizia entre os gentios: Grandes coisas fez o SENHOR a estes.

EDUARDO RAMOS E TIAGO JONATAS AO VIVO

Anúncios

5 comentários sobre “FESTIVAL

  1. Shalom, Moacir. Não sou muito bom em tecnologia. Se é para apertar o botão e filmar, eu faço, mas não sei como legendar o vídeo que fiz.

    Embora não seja sacra, a música “A la una” representa três características quase que sagradas para os judeus sefarditas: A amor à Vida, o amor à Família e o amor à Mãe. Nem sempre nesta ordem (risos).

    Veja a letra original e uma tradução livre que eu fiz do ladino.

    A LA UNA YO NACI

    A la una yo nací, a las dos m’engrandecí
    A la una yo nací, a las dos m’engrandecí
    A las tres tomí amante, a las cuatro me cazí
    A las tres tomí amante, a las cuatro me cazí

    Alma, Vida y Corazón
    Alma, Vida y Corazón

    Dime niña dónde vienes, que te quiero conocer
    Dime niña dónde vienes, que te quiero conocer
    Si tú no tienes amante, yo te haré defender
    Si tú no tienes amante, yo te haré defender

    Alma, Vida y Corazón
    Alma, Vida y Corazón

    Yendome para la guerra, dos bezos al aire di
    Yendome para la guerra, dos bezos al aire di
    El uno es para mi madre, y el otro para ti
    El uno es para mi madre, y el otro para ti

    Alma, Vida y Corazón
    Alma, Vida y Corazón

    A la una yo nací, a las dos m’engrandecí
    A la una yo nací, a las dos m’engrandecí
    A las tres tomí amante, a las cuatro me cazí
    A las tres tomí amante, a las cuatro me cazí

    Alma, Vida y Corazón
    Alma, Vida y Corazón
    Alma, Vida y Corazón
    Alma, Vida y Corazón
    Alma, Vida y Corazón

    À UMA EU NASCI

    À uma eu nasci, às duas eu cresci
    À uma eu nasci, às duas eu cresci
    Às três me apaixonei, às quatro me casei
    Às três me apaixonei, às quatro me casei

    Alma, Vida e Coração
    Alma, Vida e Coração

    Menina, diz-me de onde vens, que eu quero te conhecer
    Menina, diz-me de onde vens, que eu quero te conhecer
    Se você não tem namorado, eu irei te defender
    Se você não tem namorado, eu irei te defender

    Alma, Vida e Coração
    Alma, Vida e Coração

    Indo para a guerra, dois beijos no ar lancei
    Indo para a guerra, dois beijos no ar lancei
    Um é para minha mãe, e o outro para ti
    Um é para minha mãe, e o outro para ti

    Alma, Vida e Coração
    Alma, Vida e Coração

    À uma eu nasci, às duas eu cresci
    À uma eu nasci, às duas eu cresci
    Às três me apaixonei, às quatro me casei
    Às três me apaixonei, às quatro me casei

    Alma, Vida e Coração.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s