Publicado por: noticiasdesiao | 19 de outubro de 2010

LÓGICA PETÉTICA

INCOERÊNCIA A SERVIÇO DA IDEOLOGIA OU A PATÉTICA LÓGICA PETISTA (PETÉTICA)

A petista Esther Grossi esbanjando estilo: Ensinar Macumba nas escolas é Cultura, mas ensinar à respeito do Holocausto não é História.

Recentemente, um líder evangélico quase foi linchado por defensores do Partido dos Trabalhadores (PT) e da sua candidata à Presidência da república, Dilma Roussef. O “crime” do líder foi mostrar didaticamente o perigo que os brasileiros, sensatos e de bem, correm caso o Projeto de Poder do Partido dos Trabalhadores saia vencedor nas urnas.

Choveram ataques de todos os lados e até ameaças de processo por parte de políticos ligados à candidata. Os ataques vieram, inclusive, de dentro das próprias fileiras evangélicas.

A base da denúncia do líder evangélico era esta: Os políticos do PT não podem votar contra temas nos quais o partido “fechou questão”, pois podem ser expulsos. Uma vez que o PT “fechou questão” em Assembléia Geral sobre temas nevrálgicos como Aborto e Casamento de Homossexuais, nenhum parlamentar (ou presidenta) ligado ao PT pode votar de acordo com sua consciência, pois serão punidos.

A gritaria geral que se formou após as declarações do pastor dava conta que este havia exagerado e que, ao contrário do que ele afirmava, os políticos do PT tinham liberdade de agir “de acordo com suas consciências”.

O que mais intriga quando nos debruçamos sobre a avalanche de comentários publicados principalmente na Internet, é ver que os defensores da candidata petista pregam que o PT e seus políticos são pessoas coerentes com seus discursos e podem sim votar livremente de acordo com suas consciências.

Ora, se existe um partido onde a coerência foi para o espaço há muito tempo este partido é o PT. A começar pela forma como rompeu com quase todas as promessas de campanha do então candidato Luiz Inácio Lula da Silva.

O “candidato anticapitalista”, que iria fechar as portas para os banqueiros e dar um calote na Dívida Externa, deu lugar ao “presidente capitalista” que convidou um banqueiro, Henrique Meirelles, DEPUTADO FEDERAL DO PSDB, para Presidente do Banco Central e bate no peito orgulhando-se de ter PAGO toda a dívida externa!

Tirando de lado a mentira do pagamento da dívida, a escolha de um Deputado Federal do PSDB foi uma escolha inteligente. Meirelles manteve a política do Governo anterior e não permitiu que as loucuras prometidas em campanha fossem concretizadas pelo governo que assumiu.

Que o PT é incoerente está cada vez mais claro. O incompreensível entretanto é a cegueira de uma pequena parcela de evangélicos.

Um belo exemplo de incoerência a serviço da ideologia aconteceu na tarde desta segunda-feira, 18 de outubro de 2010, em Porto Alegre. Explico.

O Prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, sancionou uma lei que prevê a História do Holocausto nas escolas públicas da capital gaúcha. De autoria do atual secretário da Indústria e Comércio, o vereador de origem judaica Valter Nagelstein, a lei sancionada prevê que em cada semestre seja exibido pelo menos um filme, dramático ou documental, sobre o Holocausto. Presentes no Salão Nobre do Paço Municipal na cerimônia de aprovação da lei estiveram como convidados especiais o Cônsul de Israel em São Paulo, Ilan Sztulman, e o presidente da Federação Israelita, Henry Chmelnisky.

Uma Petista, Esther Grossi, levantou-se virulentamente contra a lei. Segundo o jornal Correio do Povo, Grossi é militante do PT, ex-deputada e presidente da ONG Grupo de Estudos sobre Educação, Metodologia de Pesquisa e Ação (GEEMPA). O jornal gaúcho informou que a ex-deputada criticou em entrevista à Rádio Guaíba, a lei municipal dizendo acreditar que “é necessário mais do que a obrigatoriedade para que o ensino seja cumprido e que não é de competência do Legislativo decidir o que deve ou não ser ensinado às crianças e adolescentes”.

Seria louvável a preocupação da nobre petista com a “educação” das nossas crianças não fosse um pequeno detalhe:

Esther Grossi é autora de uma LEI FEDERAL que OBRIGA a inclusão dos estudos da história e da cultura afro-brasileira no currículo oficial do ensino público de todo o país! A lei de autoria da Deputada Esther Grossi foi sancionada há 7 anos (2003) com dois vetos. A primeira parte vetada estabelecia que 10% de todos os conteúdos das disciplinas de história e educação artística deveriam ser relativas à cultura afro-brasileira. O segundo veto retirou da lei a EXIGÊNCIA de que “a capacitação de professores [deveria ser feita] por entidades do movimento afro-brasileiro”. Ou seja, os professores deveriam ter aulas com Pais de Santo e Babalorixás.

Pois é, a petista “preocupada com o que vai ser ensinado às crianças e adolescentes”, condena a “exibição de DOIS FILMES por ano” sobre o Holocausto, mas EXIGE que nossas crianças e adolescentes aprendam Macumba nas salas de aula.

Enaltecer rituais satânicos é louvável, mas defender a história de Israel e seu povo é condenável.

Este é um exemplo simples da “coerência” de determinada classe de políticos e que, infelizmente, encontra defensores até mesmo entre certos evangélicos.

VEJA ABAIXO ALUNOS BRINCANDO DE MACUMBA DENTRO DE UMA SALA DE AULA. MAS, POR FAVOR NÃO FALEM EM HOLOCAUSTO.

Anúncios

Responses

  1. Lamentável os rumos que o Brasil vem tomando.
    .
    Ao invés de se incentivar a cultura clássica, incentiva o vira-latismo em todas as áreas.
    .
    Ao invés de Mozart e Bach incentivam o funk dos “manos” que chamam as mulheres de “cachorras” e incentiva-se que se dê “tapa na cara” delas… que degradação!
    .
    Ao invés de incentivar as Belas Artes, incentiva-se “pichações urbanas” que eles chamam de “arte”.
    .
    Ao invés de se incentivar a religiosidade, incentiva-se prática de magia pagã…
    .
    Aonde o Brasil vai parar desse jeito?


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: