Publicado por: noticiasdesiao | 28 de agosto de 2010

Manipulações

RESPONDENDO A QUEM ME CHAMOU DE MANIPULADOR

À esquerda, cartaz de ato público de apoio a Israel realizado em São Paulo. À direita, o mesmo cartaz, GROSSEIRAMENTE MANIPULADO, que circulou na Internet nos dias em que antecederam ao evento.

Cada um seleciona a parte que lhe convém para dar base aos argumentos. Outra coisa, quem é idiota o bastante para esperar de braços abertos um exército que tem ordem para matar? Cada um manipula a informação do jeito que acha melhor. (Bruna)

Sou sensato, quem me garante que estas fotos [sobre a verdadeira Gaza] não são manipuladas? (Fábio)

Pelo que parece ninguém viu o vídeo [da Iara Lee] na íntegra. Ele mostra pessoas mortas, invasão dos israelenses etc. Isso num vídeo de 15 minutos. Portanto, não tirem conclusões apenas por fotos. O vídeo diz mais do que fotos manipuladas por setas. (Fábio)

As três frases acima foram pinceladas de comentários postados neste BLOG. Nelas, sou acusado de manipulador da verdade. Desculpem se demorei a responder, foi pura falta de tempo. Eis aqui, agora, as respostas.

MANIPULADORES ACHAM QUE TODOS OS DEMAIS TAMBÉM O SÃO

Os mentirosos, manipuladores e deturpadores da verdade têm dois problemas básicos. Primeiro, pensam que todas as demais pessoas são como eles. Depois, quando percebem que estão errados, ao invés de admitirem o erro passam a desacreditar as fontes e pôr sobre suspeita os fatos contrários às suas teses. Mesmo que para isso tenham que lançar mão dos argumentos mais incongruentes.

No artigo Obrigado Iara Lee demonstrei, cabalmente, que Israel foi vítima e não agressor no caso da abordagem do navio turco Mavi Marmara. E para isso usei as próprias fontes dos denunciantes. Alguns tiveram a hombridade de reconhecer que a ação de Israel foi apresentada de forma deturpada pela grande mídia. Outros procuraram lançar dúvidas sobre meu trabalho acusando-me de manipulador.

Cada um seleciona a parte que lhe convém para dar base aos argumentos, disse uma tal Bruna. A menina que me escreveu não atentou para um detalhe: O artigo não é uma peça elucubratória com o objetivo de descrever o que se passou à bordo do Marmara, mas sim um trabalho em defesa da ação dos israelenses.

Naquela altura, parte significativa da mídia mundial acusava Israel de cometer atrocidades gratuitas contra um singelo barco recheado de amáveis pacifistas. Minha matéria se concentrou em destruir esta tese e eu não selecionei partes, eu dissequei o vídeo todo. Minuto por minuto. E isso resultou no artigo Sem Nexo Mentiras e Videotape. Aliás, postei também nesta matéria um documentário em vídeo que mostra quem são os verdadeiros manipuladores de imagens.

Depois, a garota indaga: Quem é idiota o bastante para esperar de braços abertos um exército que tem ordem para matar?

Acertou e errou. Acertou quando disse que aqueles que se propõem a enfrentar as Forças de Defesa de Israel (FDI) são idiotas. São mesmo! Israel tem um dos melhores e mais bem preparados exércitos do mundo e todos aqueles que ousaram enfrentá-los se deram mal. E continuarão a se dar. Portanto, quem embarca numa aventura belicosa sabendo que não está à altura do embate é um idiota. Acertou.

Mas ela errou quando disse que o Exército de Israel TEM ordem para matar. Total desconhecimento do que escreve. Aliás, isso mostra bem a alienação em que vive a moçoila. As FDI atuam com um olho na arma e outro na mídia. E não apenas na mídia internacional, mas também na interna.

Os maiores críticos de Israel são seu próprio povo e sua imprensa. Os soldados, generais e, principalmente, seus superiores estão cientes da avalanche de críticas que receberão se uma mínima falha acontecer nas suas abordagens.

Recentemente vimos o desastre provocado pela inabilidade da polícia filipina ao lidar com o seqüestrador de um ônibus de turistas. O Governo local se desculpou, Hong Kong chorou seus mortos e pronto. Agora, imaginem se isso tivesse acontecido em Jerusalém e se a falha fosse da polícia judaica? O mundo desabaria sobre Israel.

Conheço soldados das FDI e uma das coisas que alguns deles reclamam é da seqüência de ordens que precisam receber para dar um tiro. Diante de uma situação de conflito eles têm que esperar diversas instâncias de decisões antes de fazer o disparo. E quando não obedecem a esta cadeia hierárquica ou, desastradamente alguma coisa sai errada (são humanos, ora essa), a lei pesa severamente sobre eles. Há diversos soldados israelenses presos por terem extrapolado às ordens recebidas.

O mesmo já não acontece do lados dos inimigos de Israel. Desafio qualquer um a apresentar um único caso de soldados árabes que tenham sido punidos por atitudes erradas no exercício de suas funções!

O QUE É MANIPULAÇÃO?

Agora, irritante mesmo são os argumentos de que eu manipulei as fotos. Um leitor teve a estupidez de afirmar que as fotos foram manipuladas por setas.

Lição primária para o rapaz: Setas podem induzir, mas nunca manipular. O objetivo das setas era levar o leitor a atentar para detalhes que passam despercebidos quando as imagens são projetadas na velocidade que as coisas aconteceram. E isso é uma ação didática, caro leitor, e não uma manipulação.

Agora, posso lhes dar alguns exemplos do que verdadeiramente venha a ser uma manipulação.

EXÉRCITO DE ISRAEL ATACA ESCOLA DA ONU

Sistematicamente Israel é acusado de atirar a esmo e até mesmo de atirar propositadamente em alvos civis. Durante a cobertura das ações resultantes da incursão das Forças de Defesa de Israel na faixa de Gaza, no final de 2009, o Portal UOL publicou uma bombástica matéria cujo título, de forma sensacionalista, dizia: Quarenta pessoas morrem após novo ataque de Israel atingir escola da ONU. Exército conhecia local, declara porta-voz.

A matéria do UOL dava destaque às palavras da porta-voz da ONU, Elena Mancusi, que diretamente da Suíça denunciava que o Exército de Israel sabia que aquele era um prédio civil: “Nossas instalações de saúde, escolas ou armazéns são conhecidas pelas forças israelenses para prevenir ataques do ar ou incursões. Eles sabiam que era um abrigo. Este foi um ataque contra uma instalação da ONU”, acusou Mancusi.

Na mesma matéria, John Ging, diretor da UNRWA (agência de socorro da ONU), lamentava: “Esta é uma situação muito, muito trágica. É sem precedentes na escala e na futilidade. É conflito desnecessário e completamente sem justificativa”.

Para arrematar o tom fúnebre, UOL dava conta que os dois “ilibados” organismos internacionais estavam arrasados: “O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) e a ONU afirmaram que o sofrimento da população é insustentável”.

Israel vilão, Palestinos vítimas, ONU e Cruz Vermelha ameaçadas. Fui taxado de desalmado por defender os desmentidos e dar crédito às declarações de Avital Leibovich, porta-voz do Governo Israelense, que negava peremptoriamente que Israel tivesse atingido instalações da ONU.

A notícia chegou às primeiras páginas dos jornais no dia 06 de Janeiro de 2009. Curiosamente, apenas jornais e BLOGs anti-Israel continuaram a lamentar o “incidente” nos dias que se seguiram. ONU e Cruz Vermelha se calaram. As razões do silêncio só foram conhecidas quase um mês depois quando, no dia 04 de Fevereiro de 2009, Maxwell Gaylord, coordenador de ajuda humanitária da ONU, afirmou em Jerusalém que nenhuma instalação da ONU havia sido atingida e desculpou-se, então, pelo “equivoco” em relação ao suposto ataque em Gaza.

Desde as primeiras notícias até o desmentido havia se passado 29 dias! Não estamos falando de um mero deslize burocrático, que exigisse uma investigação para comprovar ou não a veracidade dos fatos. Tratava-se da denúncia de uma escola destruída por um bombardeio que supostamente teria causado dezenas de mortes.

Se isso não tinha acontecido, por que a ONU demorou quase 700 horas para negar a suposta tragédia? Já no outro dia eles poderiam ter dito: Não houve bomba nenhum, a escola está intacta e nossos funcionários estão bem. Mas, não foi isso que aconteceu.

O curioso é que o Portal UOL, que tanto destaque deu à primeira versão, não fez o mesmo em relação à verdade. Isso é que é manipulação.

Outra que ficou calada foi a “imaculada” Cruz Vermelha. Fico triste quando vejo pessoas dizendo que “Israel desrespeita a Cruz Vermelha”, como se isso fosse uma mera pendenga religiosa, pelo fato dela ter sua imagem ligada ao Cristianismo e ser a correspondente ocidental do Magen David Vermelho. Na verdade, Israel tem muitas razões para não dar a mínima para a Cruz Vermelha.

Passaporte de Adolf Eichmann falsificado com ajuda da Cruz Vermelha: Organização transformou o criminoso nazista em Ricardo Klement, um voluntário idôneo.

Depois que terminou a 2ª Guerra, por exemplo, a Cruz Vermelha ajudou a quase 500 mil criminosos de guerra a reabilitar seus documentos. Quase meio milhão de passaportes “esquentados” com ajuda da Cruz Vermelha. Boa parte deles, ex-nazistas como Adolf Eichmann, foram acolhidos na Argentina, país que, por sinal, também foi destino de centenas de crianças polonesas seqüestradas pelos nazistas e traficados com ajuda sabem de quem? Isso mesmo, da Cruz Vermelha.

EXÉRCITO DE ISRAEL ATACA AMBULÂNCIA DA ONU

Por falar em Cruz Vermelha, esta organização também foi conivente com outra vergonhosa manipulação quando Israel foi acusado de acertar com um míssil uma ambulância da Cruz Vermelha.

A foto de uma ambulância, com um buraco simetricamente aberto no topo, encheu páginas de jornais e até hoje faz festa na Internet. Trata-se da “prova inconteste” da barbárie israelense. Enquanto os sites, jornalísticos ou sensacionalistas, reproduziam à exaustão a foto, a página da Cruz Vermelha se encarregava de lamentar os supostos ataques sofridos pelas ambulâncias da organização. Não assumia a veracidade da foto, mas não fazia nada para estancar a polêmica que o caso criava.

Uma publicação abriu manchete: Novamente agonias para a equipe que está ao lado dos anjos.. O título emblemático sugere que a Cruz Vermelha sofre, uma vez mais, por se colocar a favor dos angelicais palestinos.

Falso ataque à ambulância repercute na mídia

Meses depois apareceram novas fotos da tal ambulância e a verdade veio à tona: Tratava-se de um veículo velho, sucateado, e o orifício bem centro da Cruz Vermelha nada mais era do que o suspiro de ventilação da ambulância que tinha sido arrancado.

Sentido horário: Foto publicada pela Imprensa; detalhe do suspiro arrancado; visão lateral da ambulância provando que se trata de sucata; ambulâncias similares vista do alto com destaque para a tampa do suspiro bem no centro da cruz.

Embora elucidado o fato, a imagem de um exército que alveja ambulâncias está entranhado no imaginário dos inimigos de Israel. Como entranhadas estão imagens de bichos de pelúcia das crianças do sul do Líbano. Outra fraude histórica contra Israel.

EXÉRCITO DE ISRAEL ATACA QUARTOS DE BEBÊS

Há alguns anos, as agências internacionais de notícias distribuíram fotos de prédios destruídos em ataques aéreos onde apareciam brinquedos espalhados em meio aos escombros. Ninguém atentou para o fato de que os brinquedos estavam inaculadamente limpos. Mickey, Minie, bonecas e até mesmo um usinho branco que, misteriosamente, sugiram em meio aos destroços sem nenhuma poeira.

A resposta para o mistério do “ataque limpo” dos bombardeiros israelenses veio quando a seqüência original das fotos vazou na Internet. Nelas, um homem aparece carregando uma mala cheia de brinquedos. Depois, teatralmente, ele espalha os brinquedos pelo local do bombardeio. Embora a verdade tenha vindo à tona, as imagens dos brinquedos espalhados fizeram do Exército de Israel um símbolo de como os judeus são selvagens que atacam criancinhas indefesas.

Acima, os brinquedos espalhados. Em baixo, o espalhador dos brinquedos.

EXÉRCITO DE ISRAEL ATACA CASAS DE VIÚVAS INDEFESAS

Como manipulação pouca é bobagem, há também o famoso caso da Palestina Azarada. Trata-se de uma mulher que aparece em diversas fotos lamentando a casa destruída. A farsa veio à tona quando ela esqueceu-se de trocar a roupa. Olhares mais atentos perceberam que a mulher que lamentava a destruição da casa já aparecera em diversos locais diferentes. Azar demais ou uma boa atriz? Ganhou a segunda opção e a mulher nunca mais teve sua casa destruída.

Viúva azarada ou Fernanda Montenegro Palestina?

EXÉRCITO DE ISRAEL ATACA PALESTINO INDEFESO

Agora, a manipulação que mais resultados (e vexames) trouxeram para os autodenominados palestinos foi o caso do jovem espancado pela polícia israelense. Uma matéria de capa do The New York Times falava de palestinos agredidos no Monte do Templo e era ilustrada por uma foto onde um jovem aparecia com a cabeça sangrando.

A imagem ganhou destaque principalmente entre os próprios palestinos. Apareceu em diversos web sites e até virou peça publicitária contra Israel. Numa delas, um cartaz trazia o rapaz bem no centro, bem ao estilo das peças publicitárias do refrigerante Coca-Cola, e estimulava os árabes a boicotarem as empresas americanas que apóiam Israel: “Beba Coca-Cola, apóie Israel!”, dizia o cartaz, convocando as pessoas a responder ao “cruel” ataque ao palestino da foto a não adquirirem produtos de quem apoiava o país que perpetrara aquela barbárie.

De repente uma reviravolta. O jovem que aparece na foto procurou as autoridades e disse: “Sou judeu, moro em Chicago, meu nome é Tuvia Grossman e eu fui atacado por palestinos durante uma visita à Jerusalém. O soldado que aparece na foto estava a me defender do ataque e devo a ele minha vida. O sangramento deve-se aos ferimentos feitos pelos palestinos que me atacaram”.

Envergonhado, o Times pediu desculpas pelo “equívoco” e publicou a foto inteira, sem cortes. Nunca mais as imagens circularam entre os palestinos. Eu ainda consegui copiar, via “print screen”, um dos sites onde a imagem aparecia no banner principal.

Em cima: Esquerda: Foto original; No centro: Foto manipulada na primeira página do The New York Times; Direita: Cartaz de boicote a empresas que investem em Israel. Embaixo: Banner de site islâmico mostra judeu atacado por palestino como se fosse palestino atacado por judeu.

A ÚLTIMA DA REUTERS

Por falar em “fotos cortadas”, termino compartilhando uma última manipulação. A agência internacional de notícias Reuters (de novo ela) andou “editando” algumas das fotos tiradas pelos “ativistas humanitários” dentro do navio Mavi Marmara.

Os supostos “pacifistas” não só atacaram covardemente os soldados israelenses como fotografaram sua “proeza”. As fotos foram vendidas para as agências de notícias e a Reuters teve a idéia de recortar algumas delas de modo a amenizar a selvageria dos meninos que estavam no navio.

Nas imagens manipuladas, facas e manchas de sangue foram “cirurgicamente” cortadas pelos editores de imagem. Como os “fotógrafos” venderam as imagens para mais de uma agência, não demorou muito para a manipulação ser desmascaradas. Fiz uma montagem com as fotos distribuídas pela Reuters mostrando como uma delas teve uma parte cortada (Foto 1) e uma sobreposição para que vocês possam ver o quanto a outra foi suavizada (Foto 2).

1. Foto distribuída pela Reuters; 2. Foto original, sem cortes; 3. Parte que foi recortada para suavizar a ação dos terroristas.

Na foto de cima, a parte destacada foi o que a Reuters distribuiu para seus clientes. Na foto inferior, completa, percebe-se o que a Reuters procurava esconder.

Para aqueles que me acusaram de Manipulador fica essa pequena explicação do que vem a ser, realmente, uma manipulação. Infelizmente algumas pessoas estão tão acostumados a mentiras e manipulações, que pensam que todos são iguais a elas.

Anúncios

Responses

  1. A Bíblia diz que Deus é quem dá a inteligência e penso que você é muito inteligente e a usa para o seu próprio benefício porque defende o país que foi criado para a glória de Deus. Ai daqueles que chamam ao mal de bem e ao bem de mal e esses que o fazem estarão aqui na terra para ver a restauração de Israel!
    Fico triste ao ver que o coração de alguns se inclinam somente para o mal. Você ter que tomar seu tempo, ou melhor, ter que explicar fatos patentes aos olhos de todos, é lastimável. Mas peço ao Senhor que transforme esses corações de pedra em corações de carne!
    Todá rabá! Shalom!

    • Olá Lídia! Excelente comentário o teu. Precisamos de vozes assim, para defender Israel. Um abraço, Alex – Florianópolis, SC

  2. Olá! Teus artigos estão excelentes. Precisamos de vozes como você para realmente trazer a verdade a tona e defendermos Israel! Um abraço, Alex – Florianópolis, SC – Brasil

  3. Parabéns pelas explicações e parabéns pelos artigos. Acompanho sempre e aprendo muito com eles.

  4. A Globalização já não permite que noticias falsas sejam veiculadas como verdadeiras. Vemos a midia tendenciosa anti-Israel querendo a todo custo empurrar uma versão distorcida dos fatos relacionado a tudo que é noticiado sobre Israel. Ainda bem que existem pessoas como você que tem ajudado a mostrar a verdade. Deus te abençoe! Shalom!

  5. Muito bom seu BLOG. Realmente já sabia que a mídia era manipuladora, mas nunca tinha visto provas. Acho que essas coisas acontecem mais por ignorância histórica dos jornalistas brasileiros do que por intenção em ferir os judeus. Claro que esta existe, mesmo que inconscientemente. Ou consciente, como no caso da TV Bandeirantes. Parte disso acontece porque as emissoras sempre elegerem um lado que na ótica deles é mais fraco, oprimido e que sempre está certo. Fazem isso para ganhar audiência.

  6. Parabéns pelo artigo!
    .
    Mais uma vez você mostrou seu brilhantismo ao mostrar os fatos de maneira clara e direta.
    .
    Infelizmente, há milhares de pessoas que tem ódio puro e simples de Israel e dos judeus. Pessoas que nos odiariam, mesmo que tivéssemos acabado de salvar a vida delas. Um ódio insano, irracional e totalmente maléfico. Ódio que infelizmente existirá contra os judeus até a vinda do Mashiach, o que creio que ainda demorará.
    .
    Eu recomendo que você coloque um sistema de comentários moderados no seu site. Eu tive que fazer isso no meu em respeito aos meus leitores. A matéria que escrevi defendendo Israel do ataque insano da mídia, rendeu-me dezenas de comentários furiosos e indelicados.
    .
    Você tem feito um excelente trabalho em defesa da Verdade e de Israel. Certamente você não merece ser insultado por selvagens ensandecidos. E nem seus leitores merecem ler comentários de baixo calão repletos de ódio gratuito.
    .
    Respeitar a liberdade de expressão significa dar oportunidade para que pontos de vistas diferentes se manifestem. Mas isso não inclui abrir espaço para ofensas e manifestações grosseiras de ódio.
    .
    Parabéns pelo seu ótimo trabalho!
    🙂

  7. Obrigada, Roberto, pelos seus esclarecimentos. Que o Eterno de Israel continue te abençoar e toda sua familia em tudo que precisar. Principalmente saúde! M. Lucia.
    Shabat Shalom e Shavua Tov!

  8. Parabéns pelo artigo. Não sei se é apropriado, mas leia isso:

    Alguém que odiava os judeus perguntou a um velho judeu:

    “O que você pensa que acontecerá com o seu povo se nós continuarmos perseguindo vocês?” O judeu respondeu: “Haverá um novo feriado para nós!” “O que você quer dizer com isso?”, perguntou o outro, “como vocês podem ter um novo feriado se continuarmos perseguindo vocês?” O velho judeu disse: “Veja bem, Faraó quis nos exterminar – e nós recebemos um feriado: a Páscoa! Hamã quis enforcar Mordecai e exterminar todos os judeus – e nós recebemos um novo feriado: Purim! Antiôco, o rei da Síria, quis exterminar os judeus. Ele ofereceu um porco ao deus Júpiter no templo – e Israel recebeu outro feriado: Hanucah! Hitler quis nos exterminar – e nós recebemos mais um feriado: Yom Ha’atzmaut, o Dia da Independência! Os jordanianos ocuparam Jerusalém Oriental durante 19 anos, impedindo-nos de orar no Muro das Lamentações, até que, no ano de 1967, nossos soldados libertaram Jerusalém Oriental. Desde então festejamos anualmente o Yom Yerushalaym, o Dia de Jerusalém! E caso continuarem nos perseguindo, receberemos mais feriados da parte de Deus!”

    É, estejam certos de que o velho judeu tem razão!

    Israel é de Deus. A Terra pertence à Israel. Mas hoje, quem tem coragem de falar a favor de Israel? Aquele que abençoa Israel será abençoado! Em memória do maravilhoso livramento da mão de Hamã, Israel festeja a cada ano, no dia 14 de adar, a Festa de Purim. Todavia, o dia de grande alegria ainda está por vir, pois Isaías anuncia ao “vermezinho de Jacó”(Is 41.14): “Em lugar da vossa vergonha, tereis dupla honra; em lugar da afronta, exultareis na vossa herança; por isso, na vossa terra possuireis o dobro e tereis perpétua alegria” (Is 61.7). E ainda é bom lembrar o que diz deus sobre o seu povo: “Porque tu és povo santo ao Senhor, teu Deus; o Senhor, teu Deus, te escolheu, para que lhe fosses o seu povo próprio, de todos os povos que há sobre a terra. Não vos teve o Senhor afeição, nem vos escolheu porque fôsseis mais numerosos do que qualquer povo, pois éreis o menor de todos os povos, mas porque o Senhor vos amava e, para guardar o juramento que fizera a vossos pais, o Senhor vos tirou com mão poderosa e vos resgatou da casa da servidão, do poder de Faraó, rei do Egito” (Dt 7.6-8).

    Que Deus te recompense pela tua coragem em defender Israel.

  9. […] resposta às críticas do muçulmano escrevemos um artigo onde desconstruímos a tese da manipulação mostrando que tão somente havíamos assinalado […]

  10. […] sua habilidade em minimizar fatos através de sutis manipulações. Não, desta vez não houve recortes de fotos como fizera há alguns meses, bastou a mão do fotógrafo dirigir seu equipamento um pouquinho para […]

  11. […] Para saber mais sobre como a Mídia faz a cobertura dos “inocentes” e “indefesos” palestinos (sic), clique aqui. […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: