Publicado por: noticiasdesiao | 26 de abril de 2010

Hebraico

COISAS QUE ESTRANHEI EM ISRAEL PARTE II: A LÍNGUA

A primeira frase que aprendi em Hebraico foi “Ani lo medaber Ivrit”, que significa “Eu não sei falar Hebraico”. Depois, aprendi “Ivrit safá cashá”, para explicar porque eu não sabia: “Hebraico é difícil”.

Quando cheguei aqui em Israel descobri satisfeito que sou apenas mais um entre milhares de enroscados com esta língua complicadíssima. Mas tenho feito progressos. Já consigo entabular diálogo com crianças de 2 a 4 anos. Aos cinco elas já riem na cara da gente, então eu as evito.

Nas descobertas que fiz, encontrei um clipe de trinta anos retratando dois imigrantes perdidos com as armadilhas da língua. Interpretado por dois ícones da música popular israelense, Yosi Bani e Rivka Michaeli, a música é hilária e mesmo não conhecendo Hebraico você entenderá o que nós passamos por aqui.

O quadro foi gravado nos 80 e mostra um casal tentando conversar com o pouco que já aprenderam de Hebraico na Ulpan. Ulpan é a escola oficial de aprendizado da língua e está presente em praticamente todas as cidades médias ou grandes de Israel (Estou me preparando para entrar na Ulpan de Petah Tiqva, uma das mais prestigiadas do país). O casal marcou encontro. O homem chega primeiro, com uma flor na mão aguarda a namorada. Esta chega, desconfiada, e começa o diálogo.

Obviamente que algumas coisas são mais divertidas para aqueles que conhecem um mínimo de Hebraico, como a confusão que eles fazem com masculino e feminino. O uso de gêneros é super confuso no Hebraico. E corremos o risco, a todo tempo, de usar para homens expressões que devem ser dirigidas apenas às mulheres, e vice-versa. Outras coisas também só são entendidas quando conhecemos certos aspectos das leis locais, como quando o homem fala que tem “isenção televisão”. Aqui, os imigrantes de origem judaica têm isenção de impostos para adquirirem muitas coisas, inclusive televisão. Por isso o homem diz que poderão economizar ao montar a casa, se vierem a se casar.

A seguir, você verá este filme. Para “curtir” melhor, estou disponibilizando a tradução e a transliteração. E para melhor compreensão, um pequeno glossário:

1. Ulpan: Escola de Hebraico
2. Yocheved: Nome da professora
3. Ulpan Akiva: Nome de uma Ulpan famosa de Netanya
4. Sochnut: Agência Judaica que recepciona os novos imigrantes

Tradução e Transliteração

Anúncios

Responses

  1. Muito legal!!
    A última vez que eles cantam “Ah Ivrit kasha safa…” é diferente, não é?! O que eles dizem?

  2. Eu não entendi, mas me pareceu muito engraçado, parece que estão quase que soletrando as palavras.

  3. bom dia eu gotari de conversar com vc para uma futura parceria com meu blog http://cafecomhebraico.wordpress.com/ espero seu contato.

    • Shalom, Eduardo. Gostei do seu blog. Não sei como poderíamos nos ajudar mutuamente, mas fique à vontade para sugerir formas. Bom trabalho o seu. Lehitraót.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: